Arquivo do mês: janeiro 2011

Terrorismo no Brasil – comunidade libanesa

Hoje o WikiLeaks publicou uma série de documentos que revelam a preocupação americana com a infiltração terrorista na comunidade libanesa brasileira.

Clique aqui para ler os documentos.

Anúncios

Gilberto Carvalho

Documentos mostram as reuniões entre a missão americana e o assessor de Lula, Gilberto Carvalho.

Clique aqui para ler o telegrama “Conversas com um velho amigo de Lula”, de 12 de julho de 2007.

Aqui, uma reunião que discutiu os temores americanos de conexçoes terroristas no Brasil.

EUA boicotaram programa espacial brasileiro

Clique aqui para ler a íntegra dos documentos que mostram os pedidos da Ucrânia por apoio americano para lançar seus fogeutes desde a base de Alcântara.

Um telegrama do Departamento de Estado americanco, de 18 de fevereiro de 2009, mosta que os EUA não querem que o Brasil possua um programa espacial – os EUA pedem que os Ucranianos não transfiram tecnologia ao Brasil.

Documento sobre a Embraer

Clique aqui para ler os documentos sobre a Embraer, que mostram os interesses americanos na empresa.

 

Heráclito Fortes, o informante da embaixada

O WikiLeaks já publicou os telegramas que  relatam com minúcias os encontros entre o embaixador Clifford Sobel e o Senador do DEM Heráclito Fortes, que depois de liga para a embaixada e pedir um encontro, passa a informar à representação americana sobre as ameaças de uma aproximação com o Irã – peidndo que os EUA “ajam urgentemente”.  Heráclito Fortes era presidente da Comissão de Defesa do Senado.

Clique aqui para ler a descrição da primeira ligação de Heráclito ao embaixador.

Clique aqui para ler um encontro em que o senador se diz preocupado com terrorismo no Brasil – e cita o MST.

E aqui para um telegrama em que ele relata a visita do vice-chanceler iraniano Alireza Sheikh Attar, incluindo o que os dois conversaram.

 

 

Como nascem as notícias

Julian Assange dar uma entrevista para internautas brasileiros é notícia. Seria notícia mesmo se a entrevista não fosse interessante, rica e divertida – afinal, muitas entrevistas suas a dezenas de veículos de imprensa do mundo têm sido reproduzidas pelos sites noticiosos brasileiros.

Mas a entrevista em questão foi interessante, revelou coisas sobre o entrevistado que ajudam a compor na cabeça das pessoas a imagem de quem é o fundador do WikiLeaks, afinal. E fala sobre o Brasil. Desde o lançamento dos documentos diplomáticos dos EUA, ele havia dado uma entrevista – uma apenas – a um grande jornal brasileiro. Nada mais.

A coisa ia ficar por aí. Mas Julian topou a ideia de falar direto com o público brasileiro, embora sob a minha mediação. A ideia lhe pareceu interessante. E, de fato, as perguntas diretas do público têm um gostinho mais despachado, mais direto. Ninguém, por exemplo, havia lhe perguntado por que o WikiLeaks trabalha com a grande imprensa. Para os próprios veículos estabelecidos, a resposta é óbvia. Mas nem sempre o é para o público em geral.

A entrevista de Assange foi publicada, simultaneamente, às 10h da manhã, por vinte e três blogs que toparam fazer parte da iniciativa, uma espécie de “blogaço”. A repercussão foi bastante boa, no twitter, no facebook e em diversos blogs. Já os sites de notícia online passaram boa parte do dia ignorando o assunto.

Havia, é claro, certa desconfiança com relação à entrevista – até mesmo dos internautas. Afinal, que critérios seriam usados? Quem garantia que não se tratava de um golpe de marketing do WikiLeaks? E quem é essa tal Natalia Viana para decidir que perguntas seriam feitas, e que a entrevista seria mesmo real? Recebi diversos comentários apontando para isso.

Bom, eu sou eu, jornalista independente que preza o interesse público acima de tudo. Isso vocês já sabem. Ainda está pouco claro na cabeça das pessoas que eu não sou do WikiLeaks, que não faço parte da organização e que mantenho minha posição independente embora esteja colaborando com eles na divulgação dos documentos do Cablegate.

A minha autoridade, nesse caso, é a mesma de um jornalista de uma empresa que é escalado para fazer uma entrevista. E a tarefa, selecionar os melhores tópicos, organizar a entrevista de maneira que fique interessante e “redonda”, editar, traduzir. No meu caso, contei com a ajuda de centenas de leitores deste e de outros blogs.

Qual a diferença? A diferença é que não tem veículo por trás.  Nem por isso a entrevista, enquanto produto jornalístico, deixa de ser notícia.

Entretanto, assim ela foi considerada pelos veículos online. Não vejo nisso uma oposição ou má vontade; vejo uma excelente oportunidade de entender como funciona o processo de elaboração das notícias. Como elas nascem.

Ao longo do dia, o blog “Toda Mídia”, do Nelson de Sá, deu. Um jornal de Osasco deu. A Rede Brasil Atual deu. Veículos pequenos, que podem ser considerados “alternativos” – que não é demérito nenhum. A Carta Capital, é claro, deu.

No começo da noite, a agência espanhola “EFE” decidiu dar uma materinha. Citou “uma entrevista realizada por internautas e divulgada nesta quarta-feira pela revista ‘Carta Capital’”. E manchetou: “Assange diz que aceitaria asilo político no Brasil”.

Não demorou muito, e os sites começaram a reproduzir o texto. Com informações da EFE – escritas por um jornalista como eu, mas que trabalha dentro de uma redação – e o logo da EFE embaixo, endossando. O UOL Economia noticiou às 19h44, o Yahoo Notícias também; o Terra e a Época Negócios também. Virou notícia, a entrevista, somente à noite.

A verdade é que ainda predomina, mesmo nos veículos online, o padrão de buscar respaldo em outros veículos e em fontes oficiais. É compreensível, mas não é mais condizente com a maneira como as coisas acontecem. Há uma pluralidade de vozes e fontes que com a internet ganham visibilidade e respaldo público – como aliás, é o próprio caso do WikiLeaks. Não tem volta.

É um enorme desafio separar o joio do trigo. O que não quer dizer que uma boa apuração, critério jornalístico por excelência, não possa resolver esse conflito.

Mas no caso da entrevista de Assange, em vez de buscar apurar se era verdadeira ou não, os veículos online preferiram esperar para ver se alguém dava primeiro. Coube a uma agência espanhola, que acabou ‘furando’ os nossos veículos nacionais. Aliás, ‘furando’ não. No jargão jornalístico, uma informação falsa é chamada de “barriga”. E a matéria da EFE acabou levando todos os sites digitais para uma grande barrigada.

Julian Assange jamais disse que aceitaria asilo político no Brasil. Questionado, disse: “Eu ficaria, é claro, lisonjeado se o Brasil oferecesse ao meu pessoal e a mim asilo político. Nós temos grande apoio do público brasileiro”.

Típica resposta de Julian Assange.

350 PERGUNTAS PARA ASSANGE

A seguir, todas as perguntas enviadas para Julian Assange através deste blog – sem os nomes, em respeito ao anonimato dos leitores. Infelizmente, nem todos foram contemplados, mas a experiência foi muito positiva. Quem quiser comentar ou assumir sua pergunta, fique à vontade. A partir de agora os comentários voltarão a ser publicados.

“O senhor declarou, certa vez, que tinha em mãos informações que poderiam mudar os rumos da eleição presidencial no Brasil. Quais eram essas informações e por que elas não foram reveladas na época?”

O que o Assange acha a respeito do Lula ter sido um dos primeiros presidentes, senão o primeiro, a mostrar apoio, ao Assange e ao Wikileaks?

Quando e como surgiu a idéia de se criar o wikileaks?

Olá Natalia, tenho uma pergunta a respeito do projeto de estudos da atmosfera dos EUA chamado HAARP!

Muitos dos acontecimentos climaticos atuais são tidos como causas do tal “projeto secreto ”

Obrigado

Pergunta:
E o WTC7 implodiu sosinho?

Na tentativa de facilitar para a organizadora:
As the present situation of the website which you are the great responsable nowadays, I would like to know if you see all this movement as a new era information. If we consider that the internet acess on all around the world is growing; if we consider that in the case of Brazil the internet movement had a big responsability for the election of the first woman as a president of the country (or Lula legacy continuation); if we consider that so much people around this same world has no food enough to have a dignity life… we saw alread how much Wikleaks can change the world of information, but how about the real world, the life of the common people? As a social moviment in fact?

Caro, tenho dificuldades em identificar a relevância dos documentos ‘vazados’.

Teremos em algum momento, ‘tutorials’ sobre como identificar os documentos mais relevantes de um determinado assunto?

Como pode a BBC noticiar a implosão do WTC7 20 minutos antes da implosão?
E o Julian afirmar que não há mutreta nesta palhaçada?

Oi, Natália! Tudo bem?

Um amigo da EFF – Eletronic Frontier Foundation – que mantém contato com amigos da Wikileaks contou que um dos apoiadores foi impedido de entrar nos EUA, apesar de ser cidadão norte-americano nato e que somente após entregar seus dois celulares, foi autorizado a ingressar no país.

Após este evento, que aconteceu bem antes do CableGate, mais ou menos no início do ano passado, meu amigo da EFF, cujos e-mails e demais dados estavam registrados nos celulares apreendidos, disse suspeitar de contatos estranhos realizados com seus familiares e amigos.

Aparentemente, estão levantando dados de todos os indivíduos cadastrados nos celulares, que nunca mais foram devolvidos a seu proprietário.

Este procedimento está se tornando padrão em todos países? Apoiadores do Wikileaks estão realmente tendo suas vidas devassadas por governos?

Olá. Em um dos arquivos da “Cablegate” o embaixador americano compara os métodos de ocupação das favelas do Rio de Janeiro na preparação para a Copa do Mundo 2014 aos métodos de ocupação usados pelo exército americano no Oriente Médio, o embaixador também questiona se esta ocupação respeita os direitos humanos da população dos morros. O Wikileaks irá publicar mais informação relevante a esta situação?

Olá não sei se meu outro post chegou, mas eu tenho outra questão pro Assange. Vou copiar o link de um artigo publicado pela pagina do freewikileaks do facebook, onde algumas afirmações são feitas sobre o wiki e eu queria saber se procedem, como por exemplo, que a ong de assange foi fundada por dissidentes chineses, russos, e a relação com o New York Times, entre outras coisas…enfim, acho que o texto é só pra criar duvidas sobre a organização, mas penso que só o Assange pode esclarecer. Obrigada

Senhor Julian, por que o jornal Folha de São Paulo foi escolhido para divulgar os telegramas no Brasil? Este jornal têm perdido ano a ano a credidibilidade dos seus leitores. Todos nós sabemos que este jornal apoiou a ditadura no Brasil, que não gosta de representante da classe trabalhadora no poder central, que divulgou ficha falsa da atual Presidente do Brasil, que chamou a ditadura de “ditabranda”, que apoiou e apoia o eterno candidato Serra à Presidencia, que não divulga as mazelas praticadas por ele quando foi governador de São Paulo.

Boa Tarde
Espero que este seja o canal adequado para fazer a pergunta ao Julian para seleção. Gostaria de entrar na área de direitos humanos, que nos vazamentos do wikileaks tem mostrado questões complicadas como “criar instabilidade humanitária” de como se diz por aqui, caso pensado… Então a minha pergunta é: dentres os documentos nesta área temos documentos específicos sobre ativistas e entidades de direitos humanos que ousaram “complicar” a política internacional americana? que tipo de “intervenção” os EUA vem praticando? ou que informação vem repassando para dificultar o trabalho destes? e continuando a pergunta, e a ONU nisso tudo? Será que consegui resumir…

Sabemos que as setas secretas comandam o mundo, abaixo delas vários poderes: Comissão Trilateral e Clube de Bilderberg e outros.
Sabemos que se o Brasil não obedecer a esses grupos, no dia seguinte a J.P. Morgan avisa que o Brasil está quebrado em todas as mídias do mundo (grupo tavstock que manda nas mídias oficiais).

QUAIS OS BRASILEIROS QUE PARTICIPAM E PARTICIPARAM DESSES GRUPOS?

Sr Assange, a democracia na internet está em risco?

minhas perguntas:
1. diversos governos têm minimizado as conversações vazadas pelo wilileaks, inclusive os USA que, ao mesmo tempo busca criminalizar os vazamentos. Como interpreta esses fatos?
2. muitas autoridades citadas nas comunicações dos funcionários das embaixadas americanas, consideram as informações falsas. Outras pessoas sugerem a possibilidade de os próprios governos terem vazado intencionalmente informações de autoridades dos países, para que provoquem intrigas entre elas. Se fala até em manipulação das informações pela CIA. Que meios wikileaks teria para estabelecer a veracidade das informações secretas?
3. No caso do Brasil, Por que as preocupações parecem ser sempre relacionadas à venda de armamento americano, pressões sobre o governo chavez, pressões para que o governo persiga imigrantes, desde colombianos a libaneses, pressões para que apoiem as posições dos USA, sobre o governo chavez e o governo do Irã, sobre terrorismo… A diplomacia americana se preocupa exclusivamente com a guerra, com o que terrorismo, ou há documentos ainda não liberados que tratem de ações comuns e auxílios no campo da educação, da saúde, da prevenção de catástrofes, da transferência de tecnologia para defesa civil, dos direitos humanos, ou isso não faz parte da diplomacia norte americana?

Parabéns pela sua CORAGEM e INICIATIVA!!
…Considerando-se a ÍNTIMA RELAÇÃO entre os políticos e os grupos financeiros que pagam as campanhas políticas (no mundo todo) , o que o sr. Julian Assange pensa de estimularmos a PROFISSIONALIZAÇÃO dos mesmos através de concurso público, em moldes parecidos c/ os existentes p/ a Carreira Pública no Judiciário e Carreira Diplomática?

OBS.: Pelo caráter REPRESENTATIVO da atividade política, poderíamos dispor 2/3 dessas vagas (Concurso) p/ candidatos que estudaram EXCLUSIVAMENTE em escolas públicas !!

OBS2: O sr. Julian Assange dispõe de material relativo à “implosão” do prédio 7 (wtc7) em 11SET2001 ?? (No prédio 7 estavam as provas do processo da ENRON, empresa c/ íntimas relações com a família Bush…)

Gostaria de saber o WikiLeaks divulgará seu know-how para a multiplicação de sites semelhantes, possibilitando que sites locais possam fazer o mesmo tipo de trabalho.

Gostaria de saber qual a mais profunda e verdadeira motivação para sua atitude ao divulgar os segredos que descobriu como Hacker
– fazer brotar a VERDADE até então escondida?
– fazer justi;ca?
– desmascarar potencias como os EUA que posam sempre de “b ons moços” usando a questão dos DIREITOS HUMANOS apenas para OS OUTROS? principalmente aqueles do qual divergem politica ou economicamente?
– Pretende ajudar os brasileiros que lutam para abrir totalmente os arquivos da Ditadura, pelo menos dando os nomes dos torturadores?

O seu site continua acessível mesmo contra os EUA. O que você faz para manter o seu site disponível. Minimiza as noticias para não causar tanto impacto na população e na política local?

Tendo em vista os EUA quererem ver a sua caveira; prendê-lo, mandá-lo para Guantânamo, ou até condená-lo a pena de morte, isso tudo estremece tuas bases? Te dá medo? Ou te dá ainda mais força para combater esse grande mal que é a política dos EUA de dominação do planeta?

Hoje, a divulgação de informações não depende somente de “fontes oficiais” (Governo, instituições, empresas e imprensa), ou seja, indivíduos, ONGs e movimentos sociais podem atuar como agentes importantes para a publicação de informações.
O senhor acredita que esses agentes (incluindo o WikiLeaks) conseguem impor uma nova dinâmica política na interlocução (da população) com Governos e Empresas? Esses agentes têm força, visibilidade e abrangência capazes de criar novas bases para o exercício da cidadania?

A organização Artigo 19 e algumas outras criticam o WikiLeaks por supostamente não ter discernimento sobre o que publicam, ou seja, não se preocupam com o efeito que o conteúdo dos documentos vazados podem ter. Afirmam que documentos vazados podem causar genocídios e guerra e que nem tudo pode ser divulgado livremente. qual a sua posição sobre a questão? Será que os genocídios ocorrem ou ocorreriam só porque um ou outro documento foi vazado ou há algo mais por detrás?

Qual o papel das sociedades secretas no mundo e no Brasil hoje?

Gostaria de saber mais sobre a convicção do Julian. Digamos assim, what keeps him going?

Prezado Sr. Assange, nos séculos passados, em especial no século XVIII, XIX e primeira metade XX a Igreja e outras religiões em menor escala ocuparam um papel central na sociedade como poder moderador e limitador dos Estados Nacionais, além de posicionar-se como referência moral e formadora de opinião para toda a sociedade.

Na Segunda metade do século XX com o desenvolvimento tecnológico e a criação do mercado de massas, esse papel passou a ser preenchido pela imprensa corporativa, que hoje ocupa papel igualmente central na sociedade contemporânea.

Com a difusão da internet e de iniciativas como o Wikileaks existe no horizonte a possibilidade de ruptura com a imprensa corporativa e seus dogmas (principios norteadores) assim como ocorrido com a Igreja e demais religiões. Não que tenham perdido o poder, mas o mesmo passou a ser relativizado e não mais determinante.

Você acha que há espaço para algum outro agente social, à exceção lógica dos governos (contrapondo e moderando este), capaz de preencher essa lacuna de intermediário de informações, ou reserva moral, ou referência ideológica, em suma algo cujos princípios e dogmas sejam de observância obrigatória? Se não, que efeitos acha que esse “descontrole” sobre a informação e sobre a formação de opinião pode ocasionar?

Gostaria que o Assange comentasse sobre o real papel das sociedades secretas no mundo e no Brasil hoje

Olá, gostaria de saber se o Julian Assange joga xadrez.

Gostaria de saber porque, entre os documentos expostos até o momento, nenhum trata de Israel. Não há documentos sobre Israel? Ou não há interesse em mostrar os documentos sobre Israel?

Recentemente, o sr. Assange vem sendo ameaçado por processos judicais, extradições, enfim, problemas legais e acusações não relacionadas diretamente com as atividades do wikileaks. Em primeiro lugar, gostaria de saber se ele não imagina estar sendo vítima, ironicamente, de uma conspiração governamental cujo objetivo final seria prendê-lo a todo custo. Além disso, qual é a opinião dele em relação à grandes empresas como Google e Facebook, cujos lucros são parcialmente gerados através da comercialização de informação? Não seria um paradoxo, ele ser o “criminoso do ano”, enquanto Mark Zuckerberg é aplaudido e laureado? É possível afirmar que aqueles que divulgam informações livremente são considerados criminosos, enquanto as empresas estão isentas de responsabilidades e são até mesmo apoiadas?

Queria saber se, dentre tantas informações, a Wikileaks tem documentos sobre “teorias de conspiração” não relacionadas à política internacional, mas sim à assuntos mais no âmbito da “ficção” (ou não) científica: aliens, área 51, chupa cabras, uso de satélites para espionagens, armas modernas. Enfim, existe algo que comprove algum fundo de verdade nesse tipo de teoria ou até onde concerne à wikileaks são bobagens?

Cara Natalia, meu interesse é sobre os rumos da agropecuária brasileira. Gostaria de perguntar ao Assange se existe informações sobre as estratégias de condução da produção agropecuária, uma vez que os grandes grupos de investimento estão cada vez mais presentes no Brasil. Estudos da FAO, do USDA e do Minstério da Agricultura apontam para bons momentos da agricultra e pecuária nos próximos 2 ou 3 anos, mas será que podemos “perder esse bonde” e resultado financeiro pode ficar nas mãos do capital estrangeiro? Ou seja, será que o Brasil está virando um loteamento agropecuário onde o grande benefiado será o capital externo?

O WikiLeaks tem alguma matéria a publicar sobre as transações patrimoniais da Rede Globo e do finado Roberto Marinho?

Ele chegou a dizer que o Wikileaks tinha informações que poderiam abalar as eleições brasileiras de 2010 e que posteriormente seriam divulgadas. Essas informações já foram divulgadas ou serão em breve? Há documentos que mostram a corrupção ou lobby ilegal nos governos?
O que ele pensa do uso de documentos provenientes do Wikileaks serem usados como provas materiais de corrupção perante a Justiça brasileira?

Gostaria de saber como está a situação do soldado Bradley Manning, que considero um herói, mas está preso como traidor. Se é considerado traidor por dar ciência ao mundo das atrocidades cometidas por governos norte-americanos, é herói para os defensores dos direitos humanos, da justiça e da Verdade.

“Sabemos que um dos principais ideais da Wikileaks e a democratizacao da informacao como forma de combate as injusticas. Para promove-la tem sido feita a divulgacao de documentos secretos, que evidenciam claramente a falta de etica de nossos governos e lideres. Porem, e evidente que essa falta de trasparencia nas relacoes internacionais nao e unica barreira para atingir esse ideal.

Em muitos paises, como no caso do Brasil, e notavel que o monopolio dos meios de comunicacao por pequenos grupos exerce um papel perverso e extremamente influente nas questoes politicas e sociais internas. Esses grupos, de acordo seus interesses, manipulam, omitem e distorcem a informacao.

Considerando a ideologia da Wikileaks, gostaria que voce opinasse a respeito dessa situacao e que analisasse a regulacao governamental dos meios de comunicacao como uma ferramenta de democratizacao da informacao e de combate ao monopolio da informacao.”

De 1994 a 2002 houveram saídas de aproximadamente 30 bilhões de dólares de bancos sediados no Brasil, através das contas CC5-contas de não residentes, que tiveram como destino o exterior, e com suspeita de que parte desses recursos sejam de corrupção e contravenção praticado por criminosos de colarinho branco, políticos e funcionários de alto escalão do governo federal. Existe algum indício ou evidência que ligue esse fato ocorrido no Brasil com as informações prestadas pelo banqueiro Rudolf Elmer ?

Caro Assange, sabemos de longa data a relação promíscua entre mídia e mundo político, (no caso brasileiro, é interessante assistir o documentário inglês Beyonde Citizen Kane, como pequena ilustração de nosso caso). A internet trouxe a possibilidade de furar esse contrato às escuras uma vez que ela destrói o monopólio midiatico mundial. Contudo, vemos que cada vez mais governos tentando censurar e impedir o publicização de assuntos realmente relevantes que, outrora, eram ocultados por estes em conluio com grandes veiculos de comunicação, como o senhor bem sabe. Na sua opinião o wikeleaks fez escola, o senhor acha que vocês abriram caminho para fugir dessa perseguição implacável que interessa políticos e Kanes? Ou, com essa nova caça as bruxas, será preciso mudar os métodos para escapar do “Index” governamental?

a maioria dos jornais de grande circulação só divulgam aquilo que lhes é de interesse e escondem a verdade,pois só mostram reportagens que possam denegrir a imagem de Julian Assange,o que nos mostra que eles estão juntos nessa caminhada com os imperialistas para tentar derruba-lo.então a pergunta é.
Se os jornalistas falam tantos em “estamos empenhados somente com a verdade” por quê será que eles não divulgam nos grandes telejornais as denuncias feitas pelo wikileaks,pois seria de muito proveito deixar a população bem informada sobre os fatos.

Estamos realmente num momento de “vazio consciente” que promove inércia e ceticismo nas ações populares. Analizando a longa crise do Estado Contemporâneo, a vigente crise economica, que abalam EUA e Europa principalmente, e o surgimento da crise da informação introduzida pelo site wikileaks; arrisco dizer que tudo se resume em uma “crise na cultura”. Considerando que a informação ética e democrática exerce forte influência sobre a cultura através de mecanismos adaptativos e que a desinformação promovida pela grande midia patrocinada por individuos que visam lesar o todo para benefício próprio, gostaria de saber: O wikileaks vem para propor uma solução à essa cultura deturpada pela desinformação? A divulgação das correspondências diplomáticas dos EUA gerou mudanças em suas estratégias de negociação, vide visita pessoal de Hilary Clinton na posse de Dilma, que sugere sim uma variação de comportamento por parte dos americanos. Sendo assim até que ponto o wikileaks pode influenciar pequenos grupos e até mesmo indivíduos para que cooperem pela busca da verdade, modificando o proprio comportamento, já que infelizmente o senhor e o site são ameaçados, perseguidos e difamados pelos vulgos “formadores de opinião” da grande mídia?

Olá Julian Assange!
O seu trabalho (e de sua equipe) são apenas em relação aos Estados Unidos ou futuramente poderemos ter assesso aos segredos de estados de outros países e seus regimes? Em relação aos Estados Unidos os segredos revelados são de fato os maiores segredos de Estado ou Washington teria dados muito mais reservados e importantes do Wikileaks conseguiu assessar?

Sr. Assange,
Historicamente, as relações entre países foram caracterizadas, basicamente, pela omissão dos reais interesses das partes envolvidas, bem como pela omissão de desentendimentos que tenham o potencial de atrapalhar a conquista de tais interesses(veja como EUA relutam em condenar as violações de Direitos Humanos na China, enquanto execram o Irã). Assim, pergunto: o senhor acredita que o Wikileaks representa o início de uma transformação nas relações de poder, à medida que desmascara maciçamente as tradicionais formas de manipulação geopolítica e à medida que é muito mais abrangente e difícil de ser fiscalizado(devido à internet) do que os convencionais meios de comunicação, ou acredita que essa tradição política está tão incrustada nas sociedades contemporâneas que, no máximo, ficará aquela sensação de que, por exemplo, as notas diplomáticas eram “apenas a gritante constatação do que todos nós já suspeitávamos”, ou seja, que as revelações serão apenas espalhafatosas e inócuas?

Caro Assange
Seu trabalho é de valor inestimável.
Como você acha que pode contribuir para o aprofundamento da democracia no Brasil?

Gostaria de perguntar para o colega Assange algo amplo. Qual será, em sua opnião, o próximo desafio que a humanidade enfrentará depois que o mundo se tornar multilateral e livre das mentiras, golpes publiciarios e hipocrisias construídas no século XX? Observação: por século XX comtemplo o ano de 2001 e suas consequencias.

Assange, você teria coragem de desafiar poderes mais fortes que os dos Estados Unidos, a saber o Vaticano e a Maçonaria cujas entranhas contém um mar de lama, de conspiração e jogo sujo muito superior aos dos segredos até agora revelados ?

Em complemento ao meu questionamento existe o fato de que o Assange no Brasil ainda poderia ser agraciado com a simpatia do STF, em particular com a vaidade do Gilmar Medes (ele adora ser notícia, ser destaque). O Assange tem tudo para viver vida de rei o Brasil. Portanto o meu questionamento é se o Julian Assange toparia ser o novo Ronnie Biggs, viver a aventra do Ronnie Biggs (o ladrão do trem pagador inglês), no Brasil?

Se for possível, eu perguntaria ao sr. Assange: o que motiva o senhor a seguir em frente em uma batalha que colide frontamente com inimigos e interesses econômicos poderosos?

Os jornais brasileiros apoiaram o cerceamento da liberdade de expressão regime militar e assumiram uma postura partidária nas últimas eleições no Brasil. Portanto, eles recebem o conteúdo original das informações do Wikileaks e divulgam ao público suas próprias versões ou interpretações do conteúdo recebido, conforme seus interesses político-partidários. A restrição do envio de informações do Wikileaks a somente alguns veículos de comunicação não permite maior manipulação das informações originalmente recebidas? Por que não ampliar o número de destinatários dos informes do Wikileaks no Brasil?

Como não podemos ver as perguntas dos outros, eu pensei em algo que ninguém ainda tenha perguntado:
A minha pergunta para O fundador do WikiLeaks é:
Quem ganhará o BBB 11 ??? Caramba! Se eu souber isso a tempo, posso apostar uma grana!

Em recente entrevista, Assange revelou que não só estuda uma atuação mais forte do Wikileaks no Brasil como aceitaria um “asilo político” no país. A pergunta é: tal idéia é para valer ou foi apenas uma declaração de boas intenções?

Julian,
Queria parabênizá-lo pela coragem que teve ao enfrentar, de peito aberto, o Grande Império. Interesses diversos conspiram contra a divulgação dessas informações, como temos visto. No Brasil, por exemplo, a dita “grande mídia” não dá a devida importância para o assunto. No início das divulgações dos documentos, ao final de 2010, até se noticiou em jornais de
grande circulação matérias sobre os telegramas. Um sistema que
conspira contra tudo e contra o povo. A impressão é de que somos títeres em um mecanismo devastador, construído ao longo da história e que de alguma forma foi incorporado à natureza humana. Uma máquina que tem que ser detida, pois somos mais fortes do que isso. Vivemos uma Era de evolução de consciência. A Wikileaks contribuí imensamente para que esta
evolução ocorra. Somos seres espirituais, organismos vivos do grande organismo que é a Terra. Para a evolução espitual é necessário que nossa casa esteja em harmônia. Ou seja, não conseguimos evoluir se ainda há guerras, fome, miséria. Sabemos o que é necessário para que vivamos uma vida plena. Não a vivemos, ainda, por estarmos presos em grades invisíveis. Só para citar um exemplo, um amigo que protestou contra governantes corruptos foi preso e processado pelo ato. Ele foi agredido por agentes do sistema, policiais. Tentou processar o agressor mas o processo foi arquivado. Os que ele recebeu por desacato, resistência, negação de informação, estão em andamento. Claro, o caso não se compara, em proporções, ao vivenciado por você, mas as situações são as mesmas: protestos contra um sistema vigente. E ainda temos sorte. Governos ditatoriais de algumas nações reforçam ainda mais essas grades. No momento gostaria de pedir alguma dicas de como conseguir cavalos para escaparmos dessa prisão.

Caro Julian,

sou usuário regular de um site brasileiro que “vaza” reclamações de clientes de empresas na internet. São milhões de queixas, milhares por dia, além de milhares de consultas sobre o desempenho das empresas no atendimento ao cliente.

Muitas destas empresas não atendem os clientes nem mesmo em seus canais oficiais, de modo que os consumidores recorrem a este site gratuito para expor as práticas até mesmo criminosas de certas empresas. Entre os mais reclamados, bancos, empresas de telefonia, gigantes da internet, muitos com capital aberto e capital transnacional – claramente lesando o cidadão brasileiro.

Entre elas, gigantes como Microsoft, Google e Dell, que se recusam em absoluto a dialogar via internet aberta (e pelas queixas, via qualquer canal que não o judiciário emperrado do Brasil.

O que você acha deste tipo de iniciativa? Conhece outras? Valoriza que tipos de ação de vazamento público na internet?

Gostaria que fosse perguntado a Julian Assange qual é a visão dele do significado do WikiLeaks para todos nós, cidadãos do mundo que a todo momento podemos ser enganados por governos e pelos detentores dos grandes capitais? Se ele considera o wikileaks um divisor num mundo onde antes os “grandes” não tinham que prestar contas de seus atos, e com facilidade silenciavam seus opositores, e que agora, com a semente plantada pelo wikileaks forçosamente terão que se tornar mais honestos pois o que fizerem escondido pode a qualquer momento vir a ser revelado? E parabéns ao Julian que ao abrir a caixa de pandora, permite a todos nós termos esperança em um mundo melhor (se não for por respeito e ética, pelo menos os governos serão mais honestos por medo de serem a qualquer tempo expostos.).

Assange, gostaria que você informasse aos internautas brasileiros, sua posição sobre a censura do Jornal Folha de São Paulo ao site Falha de São Paulo. O que você acha da postura da Folha de São Paulo?

1° Levando em conta a crença conspiracionista, há governos que acreditam em promover a imbecialização social para obter maior controle e manipulação de idéias?

2° Há documentos secretos de caráter científico não divulgado ao mundo? algo acerca de descobertas na área da Medicina, Arqueologia, ou conhecimento de vida extraterrestre?

Sr. Julian Assange, o Wikileaks tem alguma informação sigilosa sobre as causas da morte repentina do Cardeal Albino Luciani ( eleito Papa João Paulo I)?

Pergunta à Assange: A legislação da civilização ocidental evolui e continua evoluindo em direção à garantia dos direitos humanos. Você acha que é necessária uma legislação para garantir o direito à informação?

A minha pergunta para o Assange é sobre a transação da Brasil Telecom onde o Citi cedeu a chantagem do Daniel Dantas.

Deve haver material disso no Wikileaks já que grandes delegações americanas vieram ao Brasil falar com a então Ministra Dilma Roussef e o Opportunity chegou a escrever para Condoleezza Rice.

No Brasil, entregando o material para Folha e Globo, que tem rabo preso com o banqueiro bandido, nunca nada sera publicado.

Se a premissa de que a web tem uma resiliência natural à censura o que o WikiLeaks pretende fazer para que o direito à transparência política seja mantido, frente à tentaiva concertada de silenciar as vozes da consciência? Centenas de outros sites-espelho mundo afora, por exemplo?

Julian Assange e Bradley Manning para prêmio Nobel da Paz. Vamos lá pessoal, bota essa corrente pra frente!

As ímplicações políticas provocadas pelo wikileaks podem ser o estopim para algum tipo de guerra de informação que modifique não somente o cenário geopolítico internacional mas o modo como o capitalismo é utlizado, talvez tornando as informações tão importantes quanto a moeda á exemplo das especulações provocadas no mercado financeiro por estes casos, assim como o confrontamento pertinente a leis mais rígidas não somente de privacidade, inteligências e direitos autorais tal como a própria democracia e a liberdade de expressão que me sirvo aqui estão em jogo mediante casos, quer sejam aparentenmente isolados ou não, mas que podem abrir precedentes a paradigmas negativos ou positivos ?

quando o WL se muda para o Brasil e você se asila politicamente aqui?

Quero aqui fazer uma pergunta que talvez, tenha passado despercebido. Se tais documentos podem ainda desestabilizar governos que ainda não apareceram na mídia e quais as chances de documentos que envolvam diretamente o Brasil possa colocar em “maus lençois” (diga-se de passagem) o governo que se passou de Lula, seus diplomatas e agregados, tanto diretos quanto indiretos.

Minha pergunta está relacionada ao documentário Zeitgeist.

Ele já assistiu? Qual sua opnião sobre o mesmo?
Há realmente uma sociedade secreta que controla o sistema mundial?

Para os próximos anos, espera-se uma radicalização crescente no antagonismo entre os detentores de informação(poder) e os meios de acesso a essas informações. Quais as perspectivas/possibilidades num horizonte próximo, no que tange a democratização(acesso) a informação ? O que se pode fazer para ampliar essa(s) possibilidades de acesso ?

O qual o futuro do Wikileaks para Julian?
Ele acredita que mesmo que o seu site Wikileaks seja censurado em grande escala, criou-se uma nova forma de fazer jornalismo e outros “Wikileaks” surgirão?
O que ele e seus amigos fundadores do Wikileaks desejam para o mundo?
Qual a dica ele pode dar aos brasileiros que admiram a sua iniciativa e coragem?

Sr. Assange, o senhor deve estar inteirado de como é dividido o poder noticiário da mídia nacional brasileira. É centralizada nas mãos de poucas famílias, ainda de épocas em que o Brasil passava pela obscuridade da falta ou manipulação da informação. Tais famílias, ainda hoje, detém o direito de manipular as massas conforme seus interesses, transformando o que seria notícia em conceitos e diretrizes dos seus próprios pensamentos, bem como criando factóides de forma irresponsável sem ter a quem responder pelas suas consequências, sempre se apoiando na falsa ideia de liberdade.
Em seus discursos o senhor fala muito sobre os governos e suas façanhas na arte de esconder a verdade. Mas e a imprensa tradicional e parcial, que somente divulga o que é de interesse dela, também não é a grande responsável por ajudar os governos a esconder a verdade? Será que a imprensa que está no comando hoje o apoiará ou o senhor será sempre visto como um hacker da notícia?

O banqueiro condenado Daniel Dantas é responsável pelas principais mazelas do Estado brasileiros nos últimos 16 anos. As revelações do banqueiro suiço Rudolf Elmer podem lançar luz sobre as ações deste homem?

“E, finalmente, quem nos garante que a sua iniciativa Sr. Assange, não seja uma ação encoberta de órgãos de inteligência visando a disseminação de documentos convenientemente selecionados com propósitos outros aos de mostrar uma pretensa transparência de relações inte-governamentais? “

algum fato da historia tomou um sentido diferente, ou fez sentido a partir de alguma informação?

A sua visão de mundo, suas opinões sobre nossa atual realidade mudou com as informções que vc teve acesso?

Pergunta: vc teve acesso a alguma informação que julgou melhor não divulgar não por medo do que pudesse ocorrer com vc mesmo, mas com medo da reação das pessoas, o que tal informação causaria no mundo?

Julian Assange, há planos dos EUA para invadir Cuba e derrubar o governo socialista daquele país?

Gostaria de perguntar ao Assange se ele sugere algum modo de resistência aos brasileiros com relação à ameaça (real) da aprovação do projeto do senador Azeredo, de “tipificar” crimes na rede, na verdade uma disfarçada tentativa de proteção ao direito autoral e caçada aos chamados “piratas”.

A que ponto a liberdade na internet pode suprir o crescente desrespeito aos direitos e liberdades individuais que são lesados em favor de setores econômico-financeiros cada vez mais sintonizados com os grupos político-representativos de países que se auto denominam “democráticos”?

eu gostaria de perguntar o porquê de o Wikileaks liberar as informações aos poucos? E se o Wihileaks divulgará todas as informações ou apenas as que melhor lhe convier?

Prezado Julian, vocês do Wikileaks tem mais informações sobre conversa dos partidos da oposição ao governo de Lula com Washington ou representantes do governo dos EUA, nos moldes dos que saíram do José Serra (sobre o pré-sal) e o do Senador Heráclito Fortes (se armar contra a venezuela)?

E você poderia explicar do que se trata o documento que fala da relação do dono da FOX News com o governo americano?

Natália, quer perguntar ao Assange se ele tem alguma investigação sobre a Blackwater e outros contratos de Defesa dos EUA? Seja nos atuais teatros guerra – Afeganistão e Iraque – ou outros lugares, como a Colômbia.

Olá, Julian, ou pessoal do site. Sobre os documentos disponibilizados pelo Wikileaks, muitos tratavam da preocupação de potencias em espionar nações, e procurar meios de controlá-las, ou mantê-las sob influencia. Isso pode ser visto como o início uma nova ordem mundial? Ou uma globalização esquiparada, onde o cenário passar a ser protagonizado por mais do que oito nações que mantém o controle sobre vetos e decisões sobre a política mundial?

Sr. Assange onde vc encontra esse destemor necessário para veicular informação que a mídia mainstream jamais publicaria, ao ponto de por sua segurança em risco? Parabens pelo excelente trabalho…..

Quantos documentos existem sobre o Brasil no período de 1995 a 2002? Se existirem, qual a sua tipificação Assuntos de Estado? Energia? Reservas estratégicas minerais do Páis? Aeroespacial? Pré-Acordos sobre a Privatização? Petróleo? Telecomunicações? Acordo com o IMF? Alinhamento político automático? Níveis de Corrupção Governamental? Limites sobre Soberania Nacional? Instalação de bases militares em território Nacional? Questões Nucleares nacionais e externas e seus limites? Quantos dizem respeito ao Presidente da República de então? Diretrizes a serem a serem impostas a política externa Brasileira? Aos seus principais partidos de sustentação política e de seus políticos? Á política econômica de então?Á política cambial? À imprensa brasileira e o papel a ser desempenhado como dublê de partido político dando suporte a governos alinhados com os EUA? E, principalmente, quando serão publicados?

Caro Julian,

afinal, qual é a agenda da Direita?

Cara Natalia,

Como deve saber, nossa mídia é uma das mais parciais, racistas e corruptas do mundo. O Sr. Assange prestaria um grande serviço a todos nós brasileiros se vazasse tudo que tem com relação a nossa grande mídia.
Gostaria que o consultasse sobre a possibilidade.
Grato,

Julian Assange,o senhor constatou com os seus informantes se existe algum pacto,entre a grande mídia global,os governos dos mais variados países(inclusive Brasil) e as grandes empresas anunciantes para que a notícia chegue distorcida à grande massa?

Olá caros,

*** A liberação do volume de informações tornadas públicas foi programada por Assange naquele momento ou houve “vazamento” antecipado dos documentos?

O WikiLeaks nos presta um grande serviço, mas acabou por precipitar um confronto entre o poder real e o poder virual que, presumo, tentavam evitar ou adiar. Com armas de qual dos dois o senhor pretende enfrentar a batalha?

A verdade questionada pelo consciente coletivo é iluminada por uma janela virtual que traz esclarecimentos a este mesmo consciente. Penso ser esta a proposta do WikiLeakis, clarear o obscurantismo imposto sobre o direito da verdade.
As novas verdades alterarão a história e o curso desta, entretanto os que as falsearam não aceitarão perder os favores adquiridos nas benesses das inverdades .
No caso especifico do Brasil, o consciente coletivo sabe que a nossa história não está bem contada. De que maneira o acesso às verdades será liberado a massa populacional, quando a grande imprensa, que poderia divulgá-las, faz parte das inverdades históricas?

Gostaria de perguntar ao Assange se existe algum documento recebido pelo wikileaks sobre a operação satiagraha no Brasil ou sobre a movimentação financeira de Daniel Dantas e suas empresas seja no EUA ou em paraísos fiscais. Lembro que os tais HDs apreeendidos pela PF em 2004 forma enviados ao FBI que depois os devolveu dizendo não conseguir decifrar os códigos de proteção de dados.

O que o WL fará para continuar captando doações em dinheiro?

O que você espera que cada cidadão do mundo faça?

Como você define o que deve ser um dado sigiloso?

Gostaria de saber qual o verdadeiro envolvimento do Ministro da Defesa do Brasil, Nelson Jobim, nos serviços de espionagens exercidos aqui no Brasil em benefício aos Estados Unidos da América.

Sr Assange, parabens e obrigado pelo trabalho desempenhado pelo WikiLeaks. O trabalho do WikiLeaks se utiliza de órgãos de imprensa selecionados em cada País para divulgação do material a ser divulgado. Houve algum caso, em especial no Brasil, em que essa divulgação foi prejudicada de alguma forma por essas empresas de informação, ou o WikiLeaks não acompanha o desfecho após repassar seu material aos órgão de imprensa selecionados?

O Wikileaks possue algum documento sobre o ataque ao ‘World Trade Center’, e ao Pentágono? E quando pretende torná-lo público?

Cara Natália! gostaria de saber do Assange se ele não tem informações de 50 anos atrás ou mais, para divulgar, principalmente que diga respeito a 2ª guerra mundial que para mim é uma história muito mal contada. Obrigado

Julian Assange reconhece o tamanho da interferência benéfica ou não que o trabalho do Wikileaks terá na formação das gerações futuras? E na reconstrução da democracia como sendo, finalmente, de todos ?

1 – Julian, no Brasil o STF decidiu que para ser considerado jornalista não é necessário curso superior. Isto tem grande importância quando se analisa os efeitos jurídicos, quando do sigilo da fonte jornalistica pelo profissional. Qual a sua opinião sobre isto?

2 – Julian, o Brasil a cada dia que passa se consolida como nova potência mundial, no aspecto geo-político e econômico em geral. Em geral, as posições do Brasil em diversos aspectos tem sido bastante razoáveis e dentro da média, não se deixando entregar, geralmente, por posições extremadas em diversos assuntos. Você não acharia interessante vir residir no Brasil se tiver oportunidade para ajudar a consolidar o Brasil neste aspecto, fortalecendo e enriquecendo debates como a liberdade de imprensa no Brasil e outros assuntos fazendo deste país uma espécie de modelo positivo para o restante do mundo?

Queria perguntar pro Assange se ele aceitaria asilo político do Brasil se a presidente Dilma oferecesse a ele. O presidente Lula o defendeu em pelo menos duas ocasiões na época de sua prisão.

Gostaria de perguntar ao Sr. Assange, as parcerias para divulgação feitas no Brasil, incluem jornais que são conhecidos por apoiarem as causas da direita e aos regimes militares, bem como por darem uma visão distorcida da realidade conforme seus próprios interesses. Não seria melhor ter uma cláusula nestas parcerias que obrigasse aos jornais a dar o mesmo tipo de destaque a todas as notícias, e não esconder àquelas que desagradam aos seus protegidos, ao mesmo tempo que dão ampla divulgação aos seus desafetos? Ou ainda, excluir estes veículos das listas de parceiros?

Tudo vem acontecendo muito rápido, desde o surgimento da web: salas de chat, youtube, Wikipedia, blogs, redes sociais, flash mobs e agora o caminho apontado pelo WikiLeaks, uma verdadeira central (que não precisa ser única e exclusiva) de recepção, análise, ordenamento e divulgação de documentos de toda a ordem… Parece que estamos às vésperas de uma nova era, onde os cidadãos passam a decidir seus destinos via net, na verdade retomando os primórdios da Democracia grega. Estou sonhando?

Gostaria de saber do Assange se ele conhece o PIG ?

Sou jornalista formado pela Universidade Federal de Goiás (UFG) e no momento estou cursando mestrado pela Universidade de Coimbra na área de Comunicação, Informação e Novas Mídias. Acompanhei as discussões sobre o recente caso Assange e estou extremamente interessado na possibilidade inovadora que as atividades do WikiLeaks geram em suas denúncias. Na minha visão, são impactos extremamente positivos para a comunicação e principalmente para a atividade profissional do jornalista na era digital. Atualmente, pesquiso sobre hackativismo e a sua relação com a mídia e as novas tecnologias para a comunicação… tenho muitas perguntas a fazer ao Julian…

1. Existe de fato relações comuns entre entre o profissional do jornalismo na era digital e o hackativista?

2. Democratizzar as tecnologias da comunicação e informação é o mesmo que democratizar a comunicação em sí?

3. Existe de fato alguma maneira de combater projetos planetários de controle da informação como o ECHELON, CARNIVORE ou GREAT FIREWALL OF CHINA?

4. Qual será o futuro do jornalista ou do profissional de comunicação social na era da informação digital? quais são os novos desafios?

5. A influência da cibercultura na mídia e na vida comum das sociedades ocidentais é realmente um fator agravante para o surgimento de novas formas de censura? Os valores morais contestados na pós-modernidade ainda existem?

6. De que maneira os movimentos sociais que lutam pelo ideal da democratização da comunicação podem se encaixar nessa nova maneira de se fazer denúncia? É possível tornar tecnologias como o WikiLeaks instrumentos de luta política popular e acessível?

A pergunta que gostaria de fazer é: Como uma “instituição” como o Wikileaks pode auxiliar o povo brasileiro contra o oligopópio da atual mídia impressa e televisiva nacional, que apenas nos desinforma, com o objetívo de possibilitar o retorno de uma política de direita e excludente?
Seria possível ao Wikileaks “abrir” para a sociedade brasileira o interior deste oligopólio? Mostrando para a sociedade os reais interesses deste “partido político”?

Existem informações sobre o acidente da Base de Alcântara? No dia 22 de agosto de 2003, o VLS-1 V03 (Veículo Lançador de Satélites) brasileiro explodiu por volta das 13h30 na base de Alcântara, três dias antes do seu lançamento, matando 21 cientistas.

Gostaria de saber porque documentos relativos ao Brasil , anteriores à 2002 , não são publicados e , qual o critério utilizado para selecionar a nata do Pig como divulgadores dos documentos.

Bem, a pergunta que faço ao Sr. Assange é:

“Sr. Assange, haverá uma guinada na geopolítica mundial devido ao episódio do Wikileaks em um panorama de 50 anos? Se sim, quais países estarão no centro dessa ‘virada de jogo’?
Abraços xará ”

GOSTARIA muito que ASSANGE e sua equipe exibirem todos os relatórios antes da deposição de MANOEL ZELAYA no ano de 2009 .

“Julian, você acha que os documentos publicados pelo Wikileaks e projetos semelhantes poderiam mudar a Ordem Mundial a ponto de enfraquecer os EUA e fortalecer democracias emergentes como o Brasil?”

Seria uma honra para a maioria dos brasileiros saber que o Sr. Assange possui a cidadania brasileira e que trabalha livremente no Brasil. Por que não dar inìcio ao pedido de cidadania no nosso paìs? Podemos fazer uma campanha via internet para acompanha-lo e apoia-lo nessa iniciativa. Faço votos de muita saude, muita energia e muitas felicidades ao Sr. Julian Assange.

Gostaria de saber se Assange percebe e como ele percebe a reação dos países estrangeiros quando publicam documentos que mostram atentados à soberania do Brasil por membros do governo.

Minha pergunta ao Assange: como é possível, em pouco tempo, checar as informações dadas pelo ex banqueiro suíço a respeito dos desvios e depósitos de sonegadores, tanto na Suíça quanto em Paraísos Fiscais? E publicá-las com um mínimo de confiabilidade. É um volume de informações grande e complexo, num período extenso também. Além disso, as possíveis fontes devem se sentir ameaçadas. Tudo isso não poderia comprometer o trabalho do Wickileaks ?

Prezada Natalia. Segue minha pergunta para Assenge:
“Sou professor de Sociologia e Teoria da Opinião Pública, bem como assinante da revista “Carta Capital”. Trabalho dentro de um ponto de vista no qual a opinião pública se fortalece através do processo de mais democracia. Gostaria de saber de você, uma vez que o Wikilikis denuncia as manobras do Estado, se o Estado é um empecilho para a formação de uma opinião pública mais madura.

Gostaria de saber a opinião do J. Assange: O que ele pensa de empresas como o Google, que concentram a informção de seus usuários ,através de redes sociais, servidores de e-mails, navegadores e tantos outros artifícios. Esta situação é interessante para a internet – que foi concebida para desconcentrar as fontes de informação?

Primeiramente Sr. Assange, lhe agradeço por sua enorme contribuiçao ´a evoluçao do conciente coletivo planetario.
Pergunta:
O senhor acha que a transparencia da informacao pode dar um cheque mate nos paraisos fiscais?
Ou ao contrario, o sistema financeiro conseguirá intimidar e sufocar o poder da comunicacao na internet?

Sr. Assange,
Como o senhor avalia os resultados da sua ação, ou seja, você tinha ideia de que a divulgação destas informações causariam algum impacto, seja, meramente midiático, seja político. Porém, nenhuma grande medida investigativa parece ter sido tomada com a revelação dos documentos, seja sobre a guerra do Iraque sejam as correspondências da diplomacia americana. Enfim, quais são os objetivos políticos do wikileaks, e que tipo de transformações pretendem provocar ao revelarem este tipo de informação.

Existe alguma correspondência secreta envolvendo a entrega e/ou indicação de Prêmios Nobel?

Julian, gostaria de saber o que te moveu a entrar nessa pesquisa e a tornar públicos teus resultados.
1) Fazer justiça?
2) Desmascarar governos “bonzinhos” e mentirosos
3) tornar-se conhecido por tuas habilidades como hacker?

Tinha idéia da repercussão? O que sente em relação às ameaças que recebe – explicitas ou veladas.
Acha que pode ir parar numa prisão americana? Isso não te assusta?
Podemos ter esperança que vc entre nos arquivos do estinto SNI e descubra todas as barbaridades que foram feitas na época da Ditadura dos generais no Brasil? Ou vc já fez isso ? Seria maravilhoso se fosse publicado.
Sou uma velha senhora de quase 80 anos, mas bem viva e esperta, ligada mnos problemas do mundo.

Como Julian Assange pode fazer com que o mundo acredite que é movido por intenções nobres e que não busca recompensas pessoais?

1) No material tornado público até agora, não existe nenhuma referência da embaixada ou consulado dos EUA no Brasil a dois dos casos de maior repercussão na imprensa brasileira e internacional referentes a duas importantes empresas norte-americanas com atuação no Brasil. Refiro-e à Kroll e ao Citibank. Estas duas empresas ficaram expostas e foram objetos de centenas de reportagens na imprensa no Brasil em dois graves episódios a) A participação da Kroll em um escândalo de espionagem tornado público em 2004 e patrocinado pelo grupo Opportunity e que envolveu empresários, políticos, jornalistas e resultou na apreensão de equipamentos e prisões de funcionários da Kroll no Brasil, com a subsequente abertura de processo judicial ainda em curso e; b) a sociedade do Citibank com a atuação do banqueiro Daniel Dantas no processo de privatização da década de 90 até 2005, inclusive com efusivas manifestações do Citi junto ao governo Brasileiro no sentido de apoiar as práticas do grupo Opportunity na gestão e controle das empresas privatizadas, e depois, a partir de 2005, o rompimento do Citibank com o grupo de Daniel Dantas e o início de uma ação judicial em Nova York milionária do banco norte-americano em mais de US$ 300 milhões por quebra de dever fiduciário, gestão fraudulenta e enriquecimento ilícito. A ação terminou em um acordo celebrado em 2008 que permitiu a fusão das teles Oi e Brasil Telecom, o que contou com forte apoio do governo brasileiro e deu ao Citibank a chance de recuperar parte dos investimentos feitos no Brasil. Daniel Dantas também conseguiu sair com mais de US$ 1 bilhão, graças, entre outras coisas, ao acerto com o Citi. Alguns meses depois, Daniel Dantas foi preso e condenado por suborno em decorrência de investigações da Polícia Federal. Houve ainda o bloqueio de mais de US$ 2 bilhões de recursos do Opportunity no exterior com o apoio do Departamento de Justiça dos EUA e a abertura de outros processos judiciais em curso que envolvem os fundos de investimento que por quase uma década foram sócios e parceiros do Citibank, como o Opportunity Fund. O sr. considera normal que, com tantos episódios graves e públicos envolvendo a maior empresa de investigação norte-americana, a Kroll, e o até então maior banco do mundo, o Citibank, não tenha havido nenhuma referência das autoridades norte-americanas no Brasil a seus superiores nos EUA que tenham sido registradas nos telegramas revelados no Wikileaks?

2) O senhor tem dado acesso exclusivo a parte dos documentos do Wikileaks a determinados veículos de imprensa no Brasil, como os jornais O Globo e Folha de S. Paulo. Como o sr. pode assegurar que esses veículos não estejam filtrando determinadas informações em razão de interesses corporativos específicos? Nesses casos, seria possível tornar pública a íntegra dos conteúdos que foram fornecidos a esses veículos parceiros do Wikileaks?

Mrs. Assange,
Vazar o que lhe foi repassado não deve ser entendido como tudo o que deveria e pode ser exposto ao público.
Neste sentido, existe alguma seleção prévia do que é divulgado?
Se positivo, quem e como é feita?
E em caso de algum equívoco com prejuízo aos citados, como o WikiLeaks pode corrigir e reparar os possíveis prejuízos?

Olá Natália.

Minha pergunta ao Assange é se ele se considera um homem de esquerda.

Olá, gostaria de perguntar ao Assange sobre algumas coisas:

1) Será possível que o wikileaks consiga terminar todas as publicações até o final do ano, em caso de negativa, qual é a previsão de término? Acho que há muita curiosidade e ansiedade geral para ver todos os documentos logo…

2) Há algum plano de aprimoramento do site da wikileaks? Poderia haver algumas planilhas online fazendo um filtro mais claro e eficiente. Eu tento assessar o site, volta e meia, mas me parece um pouco confusa a disposição dos relatórios…

3) É prevista tradução literal dos relatórios para as línguas vernáculas dos países interessados ou manterão a maioria dos relatórios disponíveis apenas em inglês, reservando à grande massa do meu país, por exemplo, as versões manipuladas de grandes veículos de imprensa?

4) O formato dos relatórios, quando puxado em txt, me pareciam um tanto confuso das primeiras vezes que observei. Há algum projeto para melhorar os bancos de dados, computando todos os arquivos em .doc, ou .pdf e facilitar nossa visualização?

5) O apoio ao seu movimento/trabalho, aqui no Brasil, é bem grande. (até o Lula já o apoia). E um dos maiores problemas que temos é justamente a imprensa, oligárquica e, muitas vezes, despótica. A questão é se há também possibilidade de pesquisar/vazar furos históricos, erros, casos de corrupção dentro da própria imprensa (não só brasileira, mas creio que este é um problema mundial), e, por ventura, publicá-los no site.

segue minhas perguntas:

1.Gostaria que você analisasse a possibilidade real de desenvolvimento mundial(no sentido pleno da palavra desenvolvimento, e não meramente econômico) , face a perspectiva de que a vida confortável e intrinsecamente exploratória defendida pelas nações mais ricas e ainda exclusivamente a seus cidadãos não é possível para toda população mundial.

2.Em relação à divulgação dos documentos do wikileaks no Brasil:
Por que dar privilégio de acesso às informações ao grupo “Folha de S. Paulo” em relação às denúncias do wikileaks de abusos da relação de poder quando esse mesmo veículo pratica esse mesmo abuso de relação de poder localmente, por exemplo quando conseguiu intimidar e censurar um blog crítico a ela, o “FAlha de S. Paulo”?

O Brasil nos últimos 8 anos aumentou consideravelmente sua participação no contexto mundial. Um episódio ainda nebuloso é a morte de Sérgio Viera de Mello.
Em agosto de 2003 ele, Sérgio, morreu em um atentado no Iraque. Não há uma explicação lógica sobre este atentado já que eram da ONU e normalmente terroristas não atacam membros da ONU. Após o atentado a ONU praticamente se retirou do Iraque. Este episódio é mencionado ou existem detalhes maiores sobre isto no que deve ser publicado mais adiante?

Caro Sr. Assange,
Obrigado por nos dar a certeza do que todos já sabíamos, o nosso ministro da defesa defende os EUA. Mas eu e muitos amigos sentimos falta de informações que ponham luz nas nebulosas relações EUA / Israel, EUA / Arábia Saudita, EUA / Colômbia … quem filtra o que será vazado e quais critérios usa para fazê-lo?

Julian Assange
A queda do muro de Berlim em 1989 ficou marcada na história como o gesto revolucionário e libertário que transformou a humanidade. Caía por terra a fronteira que simbolizava a divisão do mundo entre dois grandes blocos de países (capitalistas e socialistas), liderados pelas potências EUA e URSS.
Você acredita que o processo corajosamente iniciado pelo WikiLeaks será bem compreendido pela humanidade, uma vez que você mesmo afirma que “os fins justificam os meios”? Terá simbologia e importância semelhantes ao episódio da queda do Muro de Berlim, a ponto de promover uma união virtual entre os povos visando intensificar o constrangimento dos poderosos e enquadrá-los no sentido de forçar uma reversão da dinâmica de poder atualmente existente, disseminar a paz e extirpar a cultura de guerra imposta ao mundo que menospreza a vida humana e mata inocentes?

Há a perspectiva de que além de governos e políticos, tenhamos telegramas ou outros tipos de fontes de informação ( como os dados das contas bancárias na Suiça, por exemplo ) que apontem, ou confirmem, a forte atuação de empresários das telecomunicações e concessionários públicos do sistema de rádio-difusão nas discussões de interesse nacional, emendas, projetos de lei e afins, na tentativa de pressionar ou até mesmo coagir representantes do povo para que defendam interesses particualres destes mesmos?

Gostaria de saber se, com o que Assange sabe, se “nosso” país ( Brasil) está pautado na cartilha do “consenso de Whasington” ainda? Pois um aumento de juros de 0,5% elevando a Selic para 11,25% aponta para uma suposta dependência potencial deste consenso ainda. O que Assange tem a dizer sobre isto?

Queria perguntar pro Assange se ele é o terceiro anti-cristo, ou uma indicação de que o mesmo já está entre nós? Ou se seus objetivos (wikileaks e anti-cristo) tem alguns pontos em comum? (por favor, essa é uma pergunta séria)

Os grandes veículos de comunicação irão mudar sua forma de encarar o jornalismo após os eventos da wikileaks ou essa mudança se dará à revelia deles?

Gostaria de saber porque só as grandes mídias de direita como a Folha de São Paulo e o O Globo e os outros poucos no mundo, têm acesso aos documentos do Wikileaks ? Porque mídias alternativas não as tem ? Porque o cidadão comum não tem?

Hoje é visível a emergência de uma direita radical, com aspectos facistas, no mundo; em especial nos EUA que são um império em decadência como era a Alemanha da década de 30; mas ao mesmo tempo esse movimento vem sofrendo o embate deste meio de comunicação livre e caótico que é a internet. A pergunta que faço é: Será que se houvesse algo parecido na Alemanha daquela época o nazismo poderia ter sido freado? Corremos o risco hoje de enfrentar algo parecido com aquilo ou a internet consegue impedir esse pesadelo? Acabei fazendo duas perguntas

Diante dessa descabida política econômica no Brasil, inclusive com o novo governo, onde o BC pratica uma taxa de juros inconcebível, em benefício do tal mercado, e, quem paga a conta é a população de trabalhadores, pergunto: Nos documentos em poder do Wikileaks há algum que mostre essa relação promíscua entre o governo brasileiro e a banca?

Assisti um documentário sobre Assange e suas entradas em sistemas, na Austrália, na adolescência, e fiquei a me perguntar sobre qual foi a motivação principal, qual era a finalidade, para que tudo? Pode-se encontrar uma gênese do wikileaks, nesta época?
E mais, qual é a sua motivação maior em divulgar documentos secretos? Um exagerado narcisismo? Um senso ético aguçado?

Recentemente no Brasil tu manifestaste apoio a causa do blog Falha de São Paulo que vem sendo processado pelo jornal Folha de São Paulo que é um dos parceiros do WikiLeaks atualmente, não é uma contradição após manifestar seu apoio aos blogueiros processados continuar a parceria com um meio de comunicação que além de tentar censurar blogueiros também vem dia após dia neste país servindo ao que há de mais reacionário na política brasileira? Por que não suspender a parceria com a Folha de São Paulo e estabelecer contato com outros meios de comunicação da mídia alternativa brasileira?

Seria interessante que o povo brasileiro tivesse acesso a documentos que lhe permitisse conhecer o papel de parte da corporação da Força Aérea Brasileira que denegriu historicamente a sua imagem, mediante conspirações contra a democracia que remontam as décadas de 40/50. Qual é a possibilidade de dar visibilidade aos mesmos?

Gostaria que você divulgasse mais documentos sobre a questão ufológica para desmascarar o acobertamento oficial.

Assange, bom dia ! Dado o caráter absolutamente original e compartilhado da iniciativa Wiki, você acredita que o aparente caos no qual as notícias, comentários e ideias se disseminam na internet, serão uma força contra a qual os governos não poderão lutar, ou seja, não será possível controlar os conteúdos e sua disseminção, ou ao contrário, governos, corporações e grandes grupos de mídia terão sucesso nas tentativas de controle de informações ?

Olá Natalia, gostaria de fazer a seguinte pergunta. Sr. Assange, por tudo que voce ja leu, viu e ouviu, o que voce tem a dizer a respeito dessa teoria de que existe um grupo de poderosos empresários/governantes, criminoso – diga-se -, que quer implantar o que se conhece como “New World Order” para manter o dominio e o privilégio que tem?

Prezada Natália,
gostaria de perguntar o seguinte: os documentos disponibilizados pelo wikileaks não tem seu conteúdo questionado sobre sua vericidade. São documentos originais. Sendo assim, como os documentos chegam até o wikileaks, como são vazados e por quem? (e porque eles vazam ?) qual o papel dos hackers?

Julian, o Wikileaks publica os documentos vazados e os libera para o público mas não faz julgamentos nem propõe ações, o que é tão brilhante quanto inédito pois no fundo isto permite não só descobrir os bastidores do Ocidente mas também medir a maneira como o Ocidente lida com a questão da liberdade de informação na prática. Reagimos como você esperava ou foi pior? Você esperava que a mídia desse mais atenção ao conteúdo dos documentos do que a sua pessoa?

O que ele achou do então Presidente Lula solicitar que a imprensa publicasse matéria quanto a falta de liberdade que o Wikileaks estava sofrendo?

Caro Sr. Assange
Na condição de representante máximo do Wikileaks que hoje simboliza a máxima liberdade de informação não sujeita aos “filtros” da imprensa “chapa branca”, como avalia as sucessivas e crescentes tentativas de censurar o livre fluxo de informações na web?

Sou muito curioso sobre o assunto, gostaria de saber se ele tem algo interessante sobre OVNI’s. Area51 entre outros.

Em que medida as informações primárias colhidas demonstram os Estados Unidos como uma democracia plena, ou como uma máquina burocrática envelhecida e politicamente direcionada por um grupo vinculado à indústria bélica e de petróleo?

Tendo em vista que o jornalismo tradicional sempre teve uma linha editorial distorcida pela necessidade de sobrevivência econômica, o que passa por relações políticas subterrâneas, e considerando que essa necessidade tem passado pela redução de quadros técnicos, com o conseqüente exagero em conteúdos clonados e fracamente referidos; você percebe a surgimento de novos quadros jornalísticos pelo mundo que resgatem o acesso direto a fontes primárias, inclusive no caso de entrevistas, em que o jornalismo tradicional vem privilegiando a opinião do jornalista e o editorial?

ASSANGE,

Conte-nos toda a história
de DANIEL DANTAS,
aqui no Brasil e lá fora,
e seu envolvimento com
pessoas do Judiciário,
Legislativo e Executivo

Queria saber se no entendimento de Assange o evento da sua prisão terminou sendo benéfica a potencialização do Wikileaks ? O Wikileaks poderia ser visto como um elemento global de conformação das atividades de Estado a uma esfera de legitimidade da sociedade internacional ?

Sr. Assange, torço muito para que o Sr. tenha uma vida longa, porém, sendo seus algozes os EEUU, país com vasta tradição de eliminar aqueles que ousam mostrar seus crimes, temo pela sua vida. Há algum mecanismo de proteção especial para o Sr? Caso o sr. venha a ser assassinado por algum terrorista pago pelos EEUU, os documentos explosivos serão mesmo disponibilizados?

Quais conselhos o Sr. daria ao Presidente Barack Obama e aos políticos estadunidenses em geral, para eles deixarem a arrogância de lado e procurar construir um mundo melhor?

A divulgação dos documentos secretos pelo Wikileaks tem incomodado os personagens dos fatos e escandalizado nações diretamente envolvidas . Mas, como físico, Mr. Assange sabe que uns poucos meses ou anos de barulho por conta disso não são nada em comparação com o tempo de existência da vida sobre a Terra. Então, pergunto: a longo prazo, ele acredita que a população mundial vencerá definitivamente os preconceitos existentes, colocará o valor da vida acima de quaisquer valores econômicos e geopolíticos, construirá paz duradoura e espírito de solidariedade, em que todos se preocupem com todos – países desenvolvidos e subdensenvolvidos – para assegurar nossa permanência no planeta?

Natália, pergunte se o Assange tem medo da sala 101.

Assange,

o Wikileaks tem alguma informação de alta relevância sobre os acontecimentos do 11 de setembro? Se houver, quando serão reveladas? Foi realmente um atentado externo ou uma conspiração interna para justificar atos e lucros?

O que o Wikileaks sabe e acha do movimento ZEITGEIST?

Em resumo, o que Julian sabe sobre o Brasil , que ainda não foi publicado, que os brasileiros deveriam saber.

Para Julian, com amanifestação de apoio dos australianos o pior já passou ou ele acredita que a pressão sobre ele vai piorar?
Ele se tornou paranóico? Se ele acredita que pode ser envenenado por polônio a qualquer momento.
Ele acredita que um mundo controlado por hackers seria um mundo melhor?
Digamos que a tecnologia consiga ler a mente das pessoas à distância bastando a pessoa aparecer em público. Um mundo sem segredos, nesse nível, seria um mundo ideal?
Ele se considera um Che Guevara digital? Ele acha que acabará como ele (morrendo lutando pelos ideais e em função deles).
Como será o jornalismo do futuro?
Pelo teor das coisas que ainda guarda em segredo, ele acredita que a revelação pode iniciar uma guerra mundial?

Minha pergunta:
Várias corporações boicotaram o Wikileaks, os documentos divulgados pelo próprio Wikileaks mostram como os Países ricos exploram covardemente os países pobres, e guerras em nome do lucro, sabendo disso como ele ainda é favorável ao capitalismo (segundo a entrevista dada a revista Forbes) ?

Julian,

Uma das questões que sustentam a corrupção em diversos países – não somente do terceiro mundo/países em desenvolvimento – está a possibilidade de esconder grandes somas de capitais em paraísos fiscais. O Sr estaria disposto a revelar dados sobre este tópico? Sabidamente, o Sr Paulo Maluf, por exemplo, tem US$ 140 MI em diversos países, dinheiro da populaçao brasileira, de corrupçao e desvios feitos em território brasileiro. E em relação a outros políticos???
Este link fala em US$ 48 MI
http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/justica+mantem+us+13+milhoes+de+maluf+bloqueados+no+exterior/n1237959270920.html

Olá Natália. Gostaria de perguntar pro Assange de que forma ele vê as tentativas de controle da internet pelos governos nacionais, e até que ponto a implementação dessas ações poderia comprometer a atuação de sites como o WikiLeaks – ou seja, se já existe um “plano B” caso essas medidas se efetivem.

Tenho acompanhado os vazamentos publicados pela sua ong e até agora não encontrei nada que fosse relevante, me parece que é muito barulho por nada. Me desculpa mas pelo que foi publicado até agora eu não posso acreditar que um país com o poder, o dinheiro, a infra estrutura militar e a ampla rede de inteligência espalhados pelo mundo pode trabalhar de forma tão medíocre, superficial e amadora como você está apresentando ao mundo. Por que tanta gente ao mesmo tempo resolveu confiar em você ? O que você tem de especial que outros jornalistas consagrados ao redor do mundo não tem ? A mim me parece que esta história toda mais ajuda do que atrapalha os Estados Unidos. Por que fatos relativos a vários países devem ser analisados sob a perspectiva deles ( americanos ) ? E por que devemos confiar em você ?

Gostaria de fazer uma pergunta ao Assange : Se ele acha ou teme que sua vida esteja em risco

Pergunta: Na seleção dos veículos de comunicação parceiros na divulgação dos vazamentos, foi realizada análise prévia sobre imparcialidade e atuação política dos meios, ou apenas a quantidade de leitores potenciais a acessarem as informações?

Ao revelar pontos estratégicos dos EUA, o Wikileaks colocou civis e militares em risco, ao expor comunicações sigilosas entre diplomatas aprofundou intrigas que podem levar a conflitos armados; o site inconsequentemente publicou uma série de informações potencialmente danosas não somente às intangíveis nações mas também a pessoas que podem pagar com a vida. Na sua opinião a revelação da verdade está acima de qualquer consideração moral?

Gostaria de saber se ele possui alguma informação sobre os escândalos da compra de votos para aprovação da emenda da reeleição e se possui algo sobre o escândalo das sanguessugas.

Gostaria de saber se ele tem alguma informação sobre o acidente envolvendo o Legacy e o avião da Gol em 2006.

Gostaria de saber se ele possui alguma informação sobre o caso Alstom (pagamento de propinas aos tucanos). Tendo, que fosse divulgada.

Na sua opinião, qual o grau de autonomia que Agências de Espionagem Estatais devem ter em países democráticos? Há coisas que não deve se dizer em nome na Segurança Nacional?

Gostaria de saber quando wikileaks vai mostrar os planos de invasão do Brasil, o ano em que isso vai acontecer e tudo mais..hoje o petroleo iraquiano, amanhã a biodiversidade brasileira e seus recursos hidricos!!!

Gostaria de perguntar a ele o que acha de ser comparado com um espião pelo governo dos EUA. O que é um espião? O que significa ser espião no século XXI?

O cientista brasileiro Miguel Nicolelis está sendo difamado por uma certa categoria de internautas americanos, que podemos chamar de ‘direitistas’, que o acusam de ateismo, amoralismo e de estar a serviço da propagação da ideologia comunista.
A divulgação de informações sigilosas ‘cutucou uma caixa de marimbondos de fogo”.
Apóio a continuidade dessa divulgação, mas qual seria a estratégia para neutralizar o enxame midiático que nos ataca diariamente com os ferrões da desinformação?

Excuse me, mr Assange.
What brand of condons do you use? I will never buy them again, sir!
Good luck, man!
The information wants to be free!

Julian, sou Alexandre Figueiredo, do blog Mingau de Aço. “No Brasil, existe o poderio dos grandes proprietários de terras. No Império, eles viraram “coronéis” e hoje temos as modernas oligarquias do agronegócio. A concentração de terras é um problema sério no país, e a luta pela Reforma Agrária ainda encontra limitações. Qual sua avaliação sobre a questão do conflito de terras, levando em conta que existe o movimento organizado dos sem-terra, o MST?”

Recentemente um ex-banqueiro lhe confiou dados de contas bancárias de um banco suiço. Se houver nome de personalidades brasileiras, a Wikileaks irá divulgar sem qualquer tipo de restrição?

No ano passado, dois movimentos no chamado mundo cibernético se destacaram como novidades: o caso do Stuxnet e o “cyber-ativismo” com ações contra e, principalmente, a favor do Wikileaks.
No primeiro, ficou mais exposta a utilização da tecnologia da informação como arma governamental; no segundo, pessoas comuns resolveram usá-la como arma de protesto. Como você analisa o futuro dessas linhas de atuação?

Qual é a relação entre ética e liberdade de impressa a partir do WikiLeaks?

A democracia amaericana é de fachada e só serve de propaganda aos seus interesses imperialistas? se um dia existiu quando ela acabou na sua visão?

Queria que o Assange liberasse (se ele tiver) documentos sobre as privatizações e a era FHC, e saber o que os americanos pensavam em off sobre a privataria

Olá, Natalia, gostaria de conversar contigo um pouco sobre o trabalho que você tem feito aqui no Brasil e saber como a imprensa e whistleblowers brasileiros podem ajudar. Posso te passar o meu contato telefônico, por meio do email. Como jornalista, tenho acompanhado o Wikileaks muito antes dele virar notícia na imprensa nacional, tendo entrevistado o Julian Assange para o Brasil Econômico, no início de 2010, quando o vídeo do Apache matando repórteres da Reuters foi divulgado. Provavelmente fui o primeiro jornalista a publicar uma entrevista com ele na imprensa brasileira, apesar de ter ficar ficado descontente com o título que foi escolhido para o texto.
Também tenho uma pergunta para o Assange: já que entre os documentos entregues por Rudolf Elmer havia denúncias contra o Carlos Jereissati e a Roseane Sarney, gostaria de saber se há novos relatórios à espera de publicação no Wikileaks que envolvam políticos e empresários brasileiros.

Gostaria de saber do Assange qual sua opinião a respeito de políticas públicas de comunicação social que os países fazem a respeito do controle social da mídia, o que é diferente de censura. E se tem alguma informação e comentário daquilo que está sendo proposto pelo Estado brasileiro e principalmente da reação dos grupos privadas e órgãos representativos (como a ANJ e ABERT) .

Assange, o que me diz de alguns críticos que dizem que sua ação e do Wikileaks seriam apenas para justificar o endurecimento das leis para a internet e para restringir a liberdade na rede?

Prezado
Julian Assange
Gostaria de saber se você tem documentos relacionados a ONGs na Amazônia , Biopirataria, etc

Q. Assange, falando sobre meios de comunicação, há uma pergunta que se desdobra, na verdade, em três: 1) quais são as mídias que, segundo seu ponto de vista, vão permanecer no jogo da transmissão de informação pós-revolução desencadeada pelo WikiLeaks? 2) Que tipo de mídia será capaz de se sobressair com credibilidade, individual, coletiva, corporativa? 3) E você acha que os meios de comunicação tradicionais serão capazes de se transformar (a tempo) visando a manutenção de influência e poder dos quais usufruem atualmente?

Hoje os governos controlam o espaço físico, segurança e saúde financeira, mas o poder privado cuida da maioria do restante, quase toda cadeia de produção.
O setor público sem dúvida deve ser o mais transparente possível, mas e quanto ao setor privado? Você tem interesse em divulgar o capital intelectual do setor privado?
Um exemplo: a industria fonográfica se re-organizou após o MP3… A receita do Big Mac ou da Coca-Cola seriam algo tão chocante.
O que mais pode vazar no Wikileaks?

QUERIA SABER SE O ASSANGE TEM DOCUMENTOS QUE DEMONSTRAM A PRESSÃO DA MAFIA AUTORAL DO USA PARA CONTROLE DA INTERNET TUPINIQUIM. Se nos documentos têm o nome do Malta, Azeredo, dos advogados paulistas que tocam o AI5 pra frente, do Partido Republicano, da Record, etc. Sobre a pressão da Embaixada para leis criminalizantes e contra nossos direitos, Ex Oficio, da internet no Brasil. Quem eles contactaram e toda historia de pressões por trás. Apoio da Lei Azeredo, do controle da pornografia na internet, pedofilia online. Pressões sobre a Dilma contra a reforma do Direito Autoral, pressões contra o PT e Dilma pra colocar uma autoralista, como fizeram, no Minc. Enfim, todo documento que ele possuir sobre as pressões para a radicalização do direito autoral no Brasil e da anti-internet.

Por que o Wikileaks selecionou O Globo e Folha de SP como veículos “oficiais” do site no Brasil uma vez que esses mesmo veículos são criticados por serem excessivamente parciais nas coberturas, principalmente no que tange o governo federal?

Gostaria de perguntar ao Assange se existem documentos apontando o nível de comprometimento do governo americano com os ataques às torres gêmeas. E sabendo da força que os EUA estão fazendo para tentar interromper o acesso as informações do sítio wikileaks, por que não deixar disponíveis também as informações aos blogs livres evitando assim que as mesmas informações não fiquem sujeitas a uma parte restrita da imprensa?
Agradeço o esforço que vem fazendo pela democratização da informação e por mostrar como a hipocrisia faz parte da diplomacia.

Minha pergunta é: quem financia o trabalho de sua equipe?

Eu gostaria de saber de Julian Assange por qual razão não há informações sigilosas ou documentos oficiais sobre os atentados de 11 de Setembro.
A Wikileaks possui documentos referentes aos atentados? Caso ela possua, seria esta a razão pelo qual o governo americano e israelense quer silenciá-lo a qualquer custo?

Muitas informações encontradas atualmente na web provém de sites independentes como o seu. Ocorre que algumas dessas informações são por vezes “contaminadas” tornando difícil a tarefa de separar o joio do trigo para os leitores comuns e esse tem sido o argumento usado como desculpa por certos setores para aumentar o controle da informação na web. Acontece que algumas dessas informações, muitas dadas como “teorias conspiratórias” se confirmaram com o vazamento dos documentos secretos em seu site. Na minha opinião a internet deve ser livre porém como podemos diferenciar tais informações? Desenvolver o pensamento crítico apenas é suficiente?

O Sr . acredita que com o massivo apoio da opnião pública mundial, incluindo o de algumas autoridades, como a do Ex-Presidente Lula e (aparentemente) do Ex Vice-Presidente dos EUA, Al Gore, a perseguição que o Sr. enfrenta tende a diminuir?

Quero sugerir publicação neste site de todas as ‘perguntas destinadas ao Julian’. Sem filtragem, sem contenção. Minha pergunta: Julian e sua Equipe fazem trabalho de utilidade pública ou apenas ‘fofocas’ que põe governos e empresas em ‘saia justa’ ?

Olá Natália, se possível gostaria de fazer a seguinte pergunta ao fundador da Wikileaks:
“A Wikileaks pode incluir links a sites de dissidentes políticos ou de manifestações artísticas políticas, quais correm em paralelo às notícias reveladas, em seu site com o objetivo de aumentar a conscientização política do seu público ?”

Qual a maior e mais significativa diferenca entre o Sr. e jesus cristo? Tendo em mente que jesus supostamente veio para a Terra nos salvar? O Sr. eh ateu? O que ha de mais importante no universo?

O Wikileaks tem alguma informação sobre as privatizações do governo FHC? Se sim, o que houve por traz desse processo, quais os interessados e beneficiados?

Caros. Assanje é alvo, na verdade, da internacionalização da censura, exatamente por parte países (inclusive o dele próprio) cujos governos sustentam o discurso da liberdade de imprensa, desde que os donos da imprensa definam o que será ou não divulgado, o que é diferente de liberdade de expressão, um monopólio quebrdo gradualmente pelos sites. Pergunta: ja que países como os EUA não acatam órgãos como o Tribunal Penal Internacional, não é hora dos demais países pressionarem para que se crie algum mecanismo como habbeas corpus preventivo de efeito internacional que possa ser requerido em casos de perseguição como o que assistimos agora? Ao menos para impedir extradições que podem levar mesmo à pena de morte, em se tratando dos EUA. Abraços e sorte para Assanje.

Primeiramente, PARABÉNS pela coragem. Expor o país poderoso do mundo não é para qualquer um. Minha pergunta é a seguinte: Você não teme por sua vida? Essa é a preocupação de seus fãs, pois eles sabem que tudo tem um preço, até mesmo a coragem. Os americanos, como se diz aqui no Brasil, estão “babando” para te pegar. Bem, se for você for processado legalmente, ainda há esperança, mesmo sabendo dos vícios que certamente virá daí. Mas, se os americanos agirem exatamente como em seus filmes, ou seja, tramar e efetivar seu assassinato, em circunstâncias muito bem arrajanda, daqueles em que eles sairão como “mocinhos”, você não se preocupa? Não acha que “mexeu com a onça usando vara curta”?

Pergunta para o Assange: Será que o advento do Wikileaks como ferramenta de liberdade de expressão provocará uma alteração doutrinária no centro de decisões do mundo, como foi a doutrina Bush em setembro de 2001? Trocando em miúdos: será que valores tão caros a “democracia ocidental” como a liberdade de expressão estarão em pauta no pós-wikileaks com a mesma força com que foram defendidas como por exemplo na guerra-fria, tornando-se um pilar da civilização ocidental?

Caro Assange no Brasil os Jornais que o Wikileaks escolheu para divulgarem as matérias são e não deveriam ser ligados a direita recionária brasileira e fazem política partidária com as matérias divulgadas. Pergunto: Porque foram escolhidos estes veículos? Voce sabia que são Jornais ligados a partidos de direita? e porque voces não obrigam a divulgarem todas as matérias na íntegra e sem manipulação?

No dia 08 de Novembro de 2010 em entrevista ao jornal Estado de São Paulo você afirmou que teria informações que abalariam as pretensões eleitorais de algumas pessoas no Brasil, neste caso você estava se referindo ao telegrama que descreve conversas entre o ex-candidato a presidência José Serra e uma executiva da Chevron sobre as regras para o Pré-Sal ou seriam informações que ainda não foram divulgadas?

Natália,
o Assange tinha afirmado que o Wikileaks tinha documentos secretos que poderiam modificar os rumos da eleição brasileira, qual o conteúdo destes documentos e quando serão REVELADOS*?

Olá, Julian. Nos países da América Latina, a mídia tradicional tem discutido e denunciado com frequência as supostas ameaças à liberdade de imprensa representadas pelos governos de Hugo Chávez, Rafael Correa, Evo Morales, Cristina Kirchner e Lula. No entanto, nenhum dos veículos de comunicação que atacam com vigor as tentativas governamentais de regular a imprensa criticou com a mesma força sua prisão e as ameaças que pesam sobre sua liberdade depois que o WikiLeaks divulgou a correspondência secreta da diplomacia estadunidense. O que acha disso?

Prezada Senhora Natália, boa tarde! 1- Quando Assange abrirá a caixa preta esmiuçando a maldade sionista contra todo o território palestino a partir do final dos anos 40; 2- Como Assange vê as tragédias ambientais e se há possibilidade de salvarmos o planeta através de uma guerra limpa efetiva contra a inconsequente e gananciosa revolução tecnológica que tem gerado tanta destruição e incertezas aos povos, ou, teremos uma guerra real e violenta para sacudir o capital sem pátria e seus seguidores consumistas; 3- Por que o histórico vassalo Brasil, agiu contra um governo democrático no Haiti e qual o grau de alinhamento do Brasil com os USA, hoje, uma vez que o Brasil também deu suporte militar aos USA, quando este resolveu jogar agente laranja sobre a agricultura daquele país, no intuito de cortar o lastro economico do tráfico e das Farcs na Colombia: coca e petróleo! 4- O Brasil corre o risco de ser invadido pelos USA por causa de água, uma vez que este usou de método beligerante para se apossar do petróleo Iraquiano e Afegão e expandir o poder do império ameaçado naquela região, pela Russia e a mais fortalecida China ? Obrigado!

.
seguem minhas perguntas:
1) Como podemos colaborar com o Wikileaks?
2) O que você acha do 9/11 e porque os EUA ainda não explicaram isso ?
3) Esses softwares tipo facebook, tiwtter, google além de gerenciar a interação no mundo virtual também controlam o conteúdo e fluxo de informação. Como combater, boicotando, denunciando, fiscalizando?
4) Como combater esse PIG internacional que parece agir em bloco e coordenadamente se eles tem infinitos recursos financeiros?
5) No combate ao PIG brasileiro, é melhor focarmos num plano de banda larga ou numa lei de médios?
6) O que você pensa das urnas eletrônicas?
7) O que você acha do movimento greenpeace ?
Os movimentos sociais feministas, ecológicos, de internautas, o movimento negro, na sua opinião são movimentos válidos, ou essa segmentação tira o foco de uma luta que deveria ser estritamente política, via filiação partidária?
9) Como você vê a Suécia no cenário político global? Eu tinha a imagem de um país socialista e justo, no entantando após o seu caso aquele lugar me parece mais um posto avançado dos EUA.
10) Qual sua visão do futuro para a Palestina? A invasão Israelense terá um fim próximo?
11) O que você pensa do caso Batistti e de como o STF brasileiro agiu?

Caro Sr. Assange,

O senhor já imaginou reduzir o raio populacional de repercussão e ação sobre determinado assunto/tema, afim de promover a reflexão sobre a verdade em uma determinada comunidade, ou seja, um WikiLeaks a nível municipal (por exemplo) ? Se sim, gentileza discorrer sobre as ideias e o possível alcance de ações nesse sentido.

PERGUNTA PARA JULIO ASSANGE, FUNDADOR DO WIKILEAKS, NA ENTREVISTA DE CARTA CAPITAL

Recentemente, Al Gore, motivado por intenções de retorno do seu partido ao governo dos EUA, afirmou, em visita ao Brasil, que a internet é um instrumento tecnológico do povo que não pode ser controlada pelo governo ou corporações e colabora com a democracia. Boas palavras, apesar das intenções subjacentes. Acho que a internet, principalmente a blogosfera, que tem como representante mais democrático o planetário Wikileaks é uma superdimensionada releitura da nossa era, do atual simplório paparazzi, em megabytes. O wikileaks é o Mega Paparazzi do nosso século. É democrático e planetário pq ele não escolhe continente, país, bloco econômico, classe social, partido político, credo religioso, ideologia, etnia, gênero, agremiação futebolística, etc. etc. O compromisso do Wikileaks é informar o que está rolando “por baixo do pano” e, não se quer que todos saibam.
Na perspectiva de que você é coerente e pratica aquilo que defende, e que qdo se trata de informações de caráter particular e sigiloso, não deixa pedra sobre pedra, eu gostaria de invadir a sua privacidade e lhe perguntar. 1. Quais são as suas convicções politico-ideológica e religiosa? 2. A que classe social você pertence no seu país de origem? 3. Qual o seu nível de instrução? 4. Você é metrossexual? 5. Você perde a cabeça quando se trata de sexo? 6. Por que você fez da sua vida real um recorte de produção cinematográfica especifica dos EUA (o agente secreto que é ludibriado por duas espiãs gostosas)? Qual a noção que você tem da repercussão das informações que são publicadas no Wikileaks? Você não se importa com a fobia (real) dos EUA em relação a atentados terroristas? O que você faria para ajudar os EUA nesse sentido? Você tem medo de que? O que você é e o que você tem que não quer que nós saibamos?

1. O Wikileaks poderia ajudar a revelar fraudes em grandes eventos esportivos?
2. O Wikileaks poderá fornecer informações sobre outras “igrejas” assim como fez como a cientologia?
3. Assange considera que a transparência governamental que alcançaremos com esses vazamentos poderá contribuir para um governo mundial unificado que seja democrático?
4. Assange considera provável que haja algum recrudescimento nas instituições “democráticas” expostas pelo wikileaks, tornando a formação dos quadros governamentais e militares ainda mais restrita e assimiladora [como sociedades secretas, mafia ou clans]?
5. Como Assange avalia a possibilidade de a super-transparência dos governos democráticos trazer algum dano à segurança desses países, já que as instituições de espionagem e diplomáticas serão muito prejudicadas?
6. Fará parte do escopo da wikileaks revelar segredos de instituições privadas como opiniões sobre os consumidores ou erros em produtos?

Vi poucas vezes o Assange falando sobre a questão propriamente da imprensa e mídia e como a existência do Wikileaks muda a relação de fonte-jornalista-veículo-público. Gostaria de saber como ele vê as transformações dessa relação, já que se coloca como jornalista…

O wikileaks vaza documentos que estão em segredo de justiça? Por exemplo, se vazar alguma informação de uma investigação, pode acabar favorecendo um bandido.

É verdade que Assange ameaçou processar o The Guardian por vazar conteúdo do Wikileaks sem autorização do Wikileaks? Se for verdade, por que? Não é contraditório com o que Assange defende?

O Wikileaks ganhou grande destaque na mídia recentemente, por conta das publicações de documentos prejudiciais à imagem de governos do mundo todo, às relações diplomáticas, entre outras.
Há várias organizações e movimentos sociais que propõe uma reestruturação do modelo político e econômico, tendo em vista a tendência corrupta e ineficiente que o mesmo tem apresentado.
Um deles, é o Movimento Zeitgeist, do qual participo. Você considera, de alguma forma, a possibilidade de dar suporte a algum desses movimentos, agora ou em um futuro próximo, passando, dessa forma, a contribuir não somente na informação, mas também na solução dos problemas apresentados pelo Wikileaks?

Grato.

Eu gostaria de Perguntar, qual será o futuro do WIKILEAKS e como ele pretende aglutinar forças para enfrentar os desafios que lhe são impostos? A segunda pergunta que tenho é que garantias o público em geral tem de que as informações do WIKILEAKS não serão “vendidas ou negociadas” em face da enorme pressão que o mesmo vem sofrendo sejam de governos ou da midia tradicional ?

Prezado Sr. Assange, você não teme que o fenômeno WikiLeaks possa gerar justamente a contrária daquilo que se apregoa em um princípio? O 11 de setembro desencadeou uma guerra contra o terrorismo que também violou muitas liberdades dos cidadãos dentro e fora dos EUA. Você não teme que WikiLeaks possa justificar uma perseguição não só contra o próprio site senão que contra diversos blogs independentes, e que sirva de desculpa prá se impor a censura contra qualquer ponto de vista divergente ou atitude de oposição ao establishment nos meios de comunicação?

Gostaria de saber do Sr. Assange:
1. Quais técnicas empregava para hackear servidores .org .gov e .edu?
2. Qual a finalidade das invasões? Bots, DDos, boards, Warez, skills, curiosidade?
3. Vi no doc Wikirebels que avisava aos administradores dos sistemas sobre os bugs. Qual a intenção?
4. Acredita que haverá, a partir de agora, uma mudança política na diplomacia dos países ou um maior controle da informação por parte dos governos?
5. Se algumas das opções anteriores se realizarem, qual considera como uma vitória para sua luta?

Dps, perguntaria sobre a possibilidade de pessoas mal intencionadas usarem o wikileaks para plantar notícias falsas.

Como Jornalista tenho uma curiosidade e gostaria de apresentar ela em forma de pergunta. Dando uma procurada não muito profunda achei documentos no Wikileaks sobre a maioria dos países atuantes no cenário internacional. Mas uma coisa me deixou curioso, não achei nada “cabeludo” de Israel … que como todos sabem tem uma amizade colorida e suspeita com o Tio Sam. Complementando a pergunta, será que não está na hora do Wikileaks realmente “entrar de sola” e mostrar as entranhas do submundo das interações nacionais?

Quais seriam os principais empecilhos, conhecidos, para ter uma base física do wikileaks no Brasil ? Existe alguma informação sobre as antenas Haarp a ser publicada? Obrigada por tudo.

gostaria de saber do Sr. Assange o que ele achou da solidariedade do ex-presidente Lula ao seu site e, diante da declaração oficial, oferecer-lhe asilo político aqui no Brasil em caso de mais perseguições internacionais. Dizer que sua vinda lançaria mais luz sobre o debate da nossa própria mídia. Obrigado e parabéns à Carta Capital pela iniciativa fantástica e por fornecer jornalismo de qualidade num país tão carente de informação independente.

Quero perguntar se o WikiLeaks tem interesses em casos de corrupção local, digo em instâncias menores, como cidades. De pronto são cidades com volume alto de arrecadações e com alto nível de corrupção. Ex.: Campos-RJ quase 2 bi de orçamento e no censo de 10 anos atrás estávamos em 55º no IDH do estado (são 92 municipios no Rio), enfim… temos um Observatório de Controle Social e queremos saber se enviarmos cases de noss região se o WikiLeaks poderá ajudar na captação de mais informações e podermos divukga-las de forma mais extensiva.

1)Apesar de O Wiki ter abalado as relações internacionais, oq JA acha da Time” ter eleito o criador do Face o homem do ano?

2)o que JA acha sobre o uso cada vez mais superficial e inconsequênte da internete e a falsa sensação de segurança na rede?

3)E se JA acredita que seu trabalho será reconhecido como altruísta pelo povo? E qual o papel da internet para ser inocentado?

1 – Você dorme bem?

2 – Qual o futuro de Jullian Assange e de Wikileaks?

1- Após o Cablegate, o Wikileaks ganhou muito poder. Declarações de Assange sobre futuros vazamentos já influenciaram a bolsa de valores e provavelmente influenciam a política dos países citados nesses alertas. Ao se tornar ele mesmo um poder, o Wikileaks não deveria criar mecanismos de auto-vigilância e auto-responsabilização frente à opinião pública mundial?

2- Em nome de quem, de qual povo, de qual grupo social, Assange pensa que o Wikileaks está trabalhando?

A partir de uma leitura ampla das informações não-oficiais e de sua avaliação pessoal, quais foram as mudanças mais significativas nas tendências ou posições políticas dos representantes dos países hegemônicos de dez anos para cá?

Pedão retificando a segunda pergunta: Qual a principal mudança que Assange considera importante socialmente e que a Wikileaks promove?

Uma pergunta: Assange como você e sua equipe tem acesso a todas as informações que são publicadas no Wikileaks?

Gostaria de saber quais as perspectivas que Assange tem em relação a organizações como wikileaks no futuro, ele acha que os governos realmente melhorarão seus sistemas de segurança da informação ou esse tipo de informação continuará vazando? Qual o principal que Assange considera importante socialmente que a Wikileaks promove?

Pergunta para Julian Assange: Você tem medo de ser extraditado para os EUA. Você foi ameaçado por algum orgão como a CIA ou FBI?

Gostaria que o Sr. Assange opinasse sobre a possibilidade da criação, em um futuro próximo, de outros mecanismos como o wikiLeaks, mas com esfera de atuação local/regional que compreenderia assuntos internos de um país como o Brasil.

O povo brasileiro tem que ficar de olho na corja que assola esse país, não podemos deixar de forma alguma que o Brasil faça na América Central e do Sul o que os EUA fazem por exemplo na Asia.

Gostaria de saber mais sobre essa tal blindagem de Israel e se o Wikleaks terá versão em português.

Os documentos vazados pela Wikileaks buscam atritos mais veementes com países como EUA e China?

Gostaria de saber se Julian Assange moraria no Brasil, visto que aqui não poderia ser preso por suas ações em função da não regulamentação da imprensa e da internet. Sim ou não, e por que?

Assange derrubou a máscara do bom-mocismo norteamericano, pos a nú a influência nefasta da diplomacia do tio Sam em todo o mundo e o entreguismo de alguns perdigueiros brasileiros dispostos a bajular. Continue, Assange, meu blog existe para acompanhar a vida política da minha cidade e o jogo político internacional que nos afeta diretamente, embora só alguns iniciados saibam disso. Quero te ajudar a abrir a janela e mostrar aos meus parcos leitores que somos os peões nesse xadrez internacional. O mundo é dominado pela propaganda ameriana. Vamos acabar com isso. Um grande abraço e parabéns pelo que já foi publicado. Espero mais revelações.

O que que significa o Wikilileaks para sistema internacional? O senhor acha que o wikileaks representa o início de uma transformação das relações internacionais originadas nos tratados de Vestfália?

Primeiro gostaria de parabenizar o wikileaks como um novo paradigma mundial digno do século XXI e capaz de acelerar a transformação do mundo para melhor.
Minha pergunta é longa, quais são os critérios para a liberação gradual dos documentos e se há uma janela de tempo estabelecida, em quanto tempo tudo estará disponível e se existe algum plano para melhorar a amigabilidade das páginas do wikileaks (e mirrors) para acesso tanto aos documentos vazados, como os correspondentes artigos publicados pelos diferentes “media” ao redor do mundo. Como sugestão cada documento original poderia ter ligações com os diversos artigos que a este se referem.

Com o Wikileaks, qual é o novo paradigma que se abre na internet? Qual a mudança que o site traz para o jornalismo?

Daniel Domscheit-Berg tem faldo em entrevistas que saiu do WikiLeaks porque você tem “um estilo autoritário, que era contrário à missão de transparência com foco da organização, e uma corrida para liberar novas histórias grandes em vez de aumentar constantemente a organização” e que a organização é muito centrada em uma pessoa só, você. Por que essa reação de um ex-colaborador? Falta, de fato, transparência ao WikiLeaks? Por que a divulgação dos documentos tem demorado tanto? Temos a garantia de que todos, absolutamente todos, os documentos serão divulgados?

Questão 1: Indústria farmacêutica, EUA e legislações nacionais de outros países

Quão engajada parece estar a política dos EUA na promoção e contínuo revigoramento da indústria farmacêutica pelo mundo e, em especial, no Brasil, entre outros, também por meio de seus diplomatas, tendo em vista que eles atuam muito freqüentemente como lobbistas (por ex., com relação às descobertas do pré-sal…)? Há décadas, se travam lutas dentro das próprias fronteiras estadunidenses em torno das políticas de saúde (cobertura privada versus cobertura pública e universal). O que o Wikileaks teria para vazar sobre a indústria farmacêutica, de como ela atua e influencia governos e legislações nacionais dentro e fora dos EUA?

Questão 2: Divulgação de invenções tecnológicas “inibidas”

Não é preciso pesquisar muito para saber que existem várias “invenções” práticas que poderiam resolver muitos dos problemas de hoje em dia (de saúde, estruturais, etc.), mas que as patentes dessas invenções ou idéias são compradas por indústrias da área para que elas possam ser engavetadas e, com isso, sua divulgação e uso sejam coibidas. (Ver, por ex., documentário “Cura Indesejada”, em alemão, “Heilung Unerwünscht”, aqui:

http://www.google.de/search?q=Heilung+Unerw%C3%BCnscht&hl=de&client=firefox-a&hs=IcB&rls=org.mozilla:de:official&prmd=ivnsb&source=univ&tbs=vid:1&tbo=u&ei=w782TZvQHsmLswa2_oiSAQ&sa=X&oi=video_result_group&ct=title&resnum=1&ved=0CC4QqwQwAA – ou digitar no Google “Heilung Unerwünscht”)

O Wikileaks divulga a partir de fontes anônimas documentos sigilosos e públicos que não são mostrados ou cuja exposição é dificultada pelos próprios orgãos responsáveis pela sua preservação e exposição. Não estaria o Wikileaks disposto também a vazar documentos e informações sobre tais invenções tecnológicas que podem trazer um bem incomensarável se eles fossem, por assim dizer, compartilhados?

(Por ex., um tratamento científico que, comprovadamente, sem efeitos colaterais, cura doenças reumáticas, mas que foi perseguido e condenado por reumatologistas comprometidos com laboratórios farmacêuticos que não têm interesse na cura das doenças reumáticas)?

Gostaria de saber se ele possui alguma informação sobre uma possível conexão entre o ACTA e a infame lei azeredo.

Que tipo de mudanças concretas o Sr. Assange vislumbra como possibilidades decorrentes do fenômeno Wikileaks, a médio e longo prazo, nas relações internacionais, nas práticas governamentais e no papel do Estado nos regimes democráticos?

Li um comentário em blogs (desculpa, já não lembro qual foi, pq leio mtos) sobre uma possível teoria da conspiração, na qual o Assange seria um facilitador para que os eua possam censurar a internet com apoio das pessoas e instituições. O autor do comentário tb não fala de onde tirou essa ideia, mas a justifica com o fato de que o Wikileaks não revelou coisas mais pesadas, como alguma notícia relacionada com o 11/09, e nenhuma sobre Israel. Vão duas perguntas: o que ele pensa desse tipo de conjetura? Por que não saiu nada sobre esses temas?
Abs e sigam com o bom e necessário trabalho.

Por gemtileza, deixe claro ao Assange que ele é maior que o Wikileaks, e que o sistema criado por ele é maior que a marca WIKILEAKS, então mesmo que o site não siga por conta dos problemas financeiros, ele não se abata e continue trabalhando pelos seus ideiais, mas não mais como um direitor de um site, e sim como um mártir, um idolo, que tem sua voz tão alta capaz do mundo inteiro ouvir.

O Assange pretende se limitar apenas ao Wikileak? O que ele pensa sobre seguir “carreira solo” ( e lutar, por exemplo, por uma reformulação do jornalismo e do acesso a informação no mundo. partindo do sistema digital que ele criou para o Wikileaks) ?

Existe documentos que trate do assassinato de John Lennon? Existe uma teoria de que a CIA estaria por tras da morte do musico, e essa é um tema que chocaria o mundo e glorificaria o Assange, caso provado algo.

Julien, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyhau, teria declarado à imprensa, que os vazamentos do WikiLeaks corroborariam as ações do Estado de Israel, em relação aos palestinos e ao Irã. O que você teria a dizer sobre isso? Qual a relação do WikiLeakes com a extrema-direita sionista, que controla o Estado de Israel?

Assange, como você ve a possibilidade de que a internet e a liberdade de informações que ela propicia possa efetivamente produzir transformações socias e políticas em países como o Brasil – País com uma das maiores populações de internautas do mundo e também um dos mais desiguais.

Sr. Assange, gostaria de saber porque o senhor não divulga todas as informações de uma só vez (caso seja possível), ao invés de escolher as mais “suaves” e deixar as informações mais “cabeludas” num conta-gotas.
Isso dá-nos a impressão que, ao final, isso tudo não passa de estratégia midiática que se apresenta em forma de capítulos de novela.
Não seria isso tudo uma realidade (os fatos aconteceram), misturados com uma farsa?
Quero dizer: os EUA liberaram propositadamente essas informações e escolheram o senhor como protagonista.Fico preocupado em duvidar de algo que acredito, mas do jeito que a coisa anda, sinceramente, desconfio até de minha sombra.

Vivemos em um mundo caótico, onde a ordem é mantida via publicidade governamental, mas do que evidenciar o mundo real, o Wikileaks é um movimento que visa impor-se a tudo isso.
Sendo as bases do nosso sistema organizacional errôneas, é necessário substituí-lo por algo eficiente, considerando o que é relevante à sociedade: o bem estar humano. Aqui temos os ideais do Movimento Zeitgeist, que visa à transição do Sistema Monetário, para uma Economia Baseada em Recursos, de acordo com o Projeto Venus.
Dessa forma pergunto ao senhor Assange, como fundador, se ele acredita que o Wikileaks pode vir a estender-se para algo além da imposição ao sistema, sendo uma força de reestruturação social? E nisso, poderia haver suporte para movimentos como o Movimento Zeitgeist?

No final do ano passado você disse que tinha informações que poderiam mudar o rumo das eleições brasileiras. Porque essas informações não foram divulgadas?

Minha pergunta: Se ele está decepcionado com a recepção que as pessoas tiveram com relação á informações liberadas pela wikileaks… já que, ao que parece, não houve grandes atos de protestos ou revoluções… dando a impressão de haver uma grande acomodação por parte dos cidadãos do mundo todo.

Gostaria de saber como ele anteve, o desenrolar dessa grande batalha pela liberdade de informação e expressão.

Eu gostaria de perguntar para Julian Assange onde fica a fronteira entre as informações que são divulgadas pelo Wikileaks e que podem ser consideradas “vazamentos de informações confidencias entre governos ” o que é “crime” segundo leis de alguns desses países e o jornalismo investigativo que tem como obrigação informar e divulgar para o público que no final é quem tem que decidir sobre a informação recebida? Como afinal vcs lidam com essa espécie de “fronteira”?

Existe algum material de posse do WikiLeaks que não pode ser divulgado? Se houver, envolve o Brasil?

O wikileaks ganhou grande destaque na mídia recentemente, por conta das publicações de documentos prejudiciais à imagem de governos do mundo todo, às relações diplomáticas, entre outras.
Há várias organizações e movimentos sociais que propõe uma reestruturação do modelo político e econômico, tendo em vista a tendência corrupta e ineficiente apresentada pelo mesmo.
Um deles, é o Movimento Zeitgeist, do qual participo. Você considera, de alguma forma, a possibilidade de dar suporte a algum desses movimentos, agora ou em um futuro próximo?

Dear Mr. Assange,

Criticism of WikiLeaks has come in several forms. For example:

i. At the current rate, full disclosure of the diplomatic cables won’t be attained before the end of the decade. Why is that so?

ii. Much speculation has been made on the issue of cable redaction. Examples abound of cables with serious omissions of content that go far beyond merely erasing names of people who may be compromised. The removal of a paragraph in 08OTTAWA918 where CSIS describes Canadian laws as a “distraction” and Israel Shamir’s analysis of 10ASTANA72, where the juiciest pieces of a dialogue with Kazakh corrupt officials were removed, come immediately to mind. In this regard, I would be pleased if you clarified who is at the helm of cable redaction: WikiLeaks or its mainstream press partners? Further, can we trust that the cables really reveal the full extent of the State Department’s skulduggery, or are they systematically toned down?

iii. Finally, what is your personal opinion about the alternative proposal of OpenLeaks of not releasing leaks itself, but merely acting as a middleman between leakers and news outlets?

Já se posicionou sobre o wikileaks? Ou a liberdade da internet só vale se não desnudar o governo americano?

bom, abusando um pouquinho, mais uma pergunta para Assange: ele acredita que o WikiLeaks pode ser o fator desencadeador para o processo de censura da internet?

Olá, gostaria de saber da parte de Assange o que levou seu ex-assistente Daniel Domscheit-Berg a sair do grupo e criar o seu próprio site – OpenLeaks (se havia conflitos, etc).

Além disso, o Brasil foi um país onde os vazamentos tiveram bastante relevância, e houve até notável manifestação entre os internautas e ativistas sobre a divulgação dos telegramas e a liberdade de Assange. Gostaria de saber se Julian tem conhecimento disso e qual a melhor maneira de ajudar a organização no momento, já que a maioria dos métodos de apoio estão sendo bloqueados.

No mais, a questão sobre Israel, já citada nos comentários acima!

Quero perguntar ao Assange se eles tem documentos para divulgar sobre a atuação dos EUA nos bastidores durante o processo de negociação do Brasil e Turquia com o Irã.

Como o leak das inspeções nucleares no Brasil saiu recentemente, me parece oportuno vazar mais esses também, rs.. Isto é, vai que saiu algo recente e eu não li..

Queria perguntar para o Julian Assange qual o motivo para o “QG” do Wikileaks ser em um Bunker?

Mr. Assange. First of all I would like to thank you for the courage of publishing the documents that tell respect the american diplomacy. However, I ask: would not be aproselytism or exaggerating audacity to face a secular system of diplomacy and government and what was considered even hegemony and life way in a large part of the planet?
Thanks in advanced

Há documentos a serem publicados referentes ao Brasil que tratam da ditadura militar?
Não sei se faz parte da política do Wikileaks informarem sobre quais os assuntos dos documentos que serão publicados. Mas se tivesse eu ficaria muito feliz. Essa é uma parte da história que tem sido há muito tempo negada aos brasileiros.

Julian Assange,o mundo teve que escolher um sistema,optou pelo capitalismo,o homem teve que criar sentido para todo este universo abstrato e criou,para não se enlouquecer com aquilo que a ciência e a tecnologia não respondem se apoiaram na religião,e para se sentir-se poderosos optaram por dar valor a um pedaço de papel.Em suma a elite (1% da população mundial) fez,estabeleceu e implantou o seu jogo,onde a massa se torna meros “fantoches”,tudo isso para satisfazer o ego e seu capricho que e o poder.A sociedade agora sabe muito sobre está cúpula que controla o globo,os EUA estão se revirando para contornar tudo isso.

*Com todas essas informações reveladas, você acha que as bases do capitalismo selvagem estão abaladas?
*Você se considera um “Jesus Hight-Tec”? Aquele que veio para libertar a mídia e a massa do século XXI,contrariando a moral de um sistema e sabendo que pode ser “crucificado”?
*O que te faz Julian Assange,arriscar sua vida por um mundo onde, o individualismo é um fator predominante?

Olá, gostaria de saber se ele tem planos para tentar furar a “The Great Firewall” chinesa tanto no sentido de obter informações quanto de divulgá-las no próprio país. Também a mesma coisa em relação à Rússia.

Creio que é uma pergunta latente entre os jornalistas: Na sua opinião Assange, como será o jornalismo investigativo depois da revolução WikiLeaks?

Perguntas:
O Wikileaks conhece o conteúdo de todos os 250mil cabos vazados? Estes cabos são ordenados e publicados seguindo algum critério de importância, cronologia ou impacto político ou social? O Wikileaks seleciona documentos para serem usados como defesa da própria organização?

Oi, boa noite gostaria de saber a opinião do Julian Assange sobre a blindagem feita no Brasil em relação aos documentos referentes ao periodo militar e se um dia ele tivesse acesso a esse tipo de documento seja brasileiro ou de outros países que passaram por regimes ditatoriais se ele enfrentaria esse tipo de blindagem e publicaria; mesmo indo contra decisões judiciais, militares e politicas.


Leio sobre conspirações e sociedades secretas que controlam eventos, como 11 de Setembro, acidente do avião do presidente polonês, gripe suína e buscam uma Nova Ordem Mundial e como parte da agenda, eles buscam a eliminação da maioria da população mundial. Um dos métodos usados para isso seriam os ‘Chemtrails’, em português Rastros Químicos, que seriam lançados por aviões comerciais sobre as cidades para enfraquecer a população. Durante antos relutei em acreditar nisso, mas de 2009 para cá comecei a ver com meus prórpios olhos quase que diariamente sobre minha cidade.

Por sempre manter contato com outras pessoas ligadas a conspirações e por rápidas pesquisas no Google pude notar que esse fato tem sido visto por todo o Brasil. Gostaria de saber se você tem informações sobre a Nova Ordem Mundial e os Rastros Químicos visando enfraquecer a população mundial deliberadamente. E caso tenha, quando pretende libera-las.

Minha pergunta é:
Wikileaks tem alcance e impacto global. Como você acha que nós podemos replicar o modelo localmente, não me refiro nacionalmente, mas de forma que gere um impacto nas nossas comunidades. Como podemos, com as ferramentas disponíveis, como a internet, influenciar com a livre informação a política local?

Julian Assenger, em primeiro lugar o apoio a liberdade de expressão fornecidad pelo Wikileaks. Em segundo lugar, qual a sua opinião acerca do posicionamento do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva. Terceira e última pergunta, há ainda muitas mensagens sigilosas ou confidenciais que complicam a situação da diplomacia brasileira.

O que os telegramas vazados revelam sobre o processo que derrubou o Diretor-Geral da Organização para Proibição de Armas Químicas (OPAQ), o brasileiro José Maurício Bustani?

O wikileaks apresenta-se como uma poderosa arma visando a busca da verdade e da justiça. No entanto, o “sistema” tem conseguido neutralizar seus efeitos a despeito de algumas vitórias pontuais da proposta do site.
Você consegue enxergar o que deve ser melhorado na plataforma wikileaks, ou até mesmo o desenvolvimento de algo mais inovador? Já pensou em lançar mão de uma plataforma mais aberta envolvendo de forma mais efetiva os interessados em colaborar?

A pergunta: A divulgação de noticias que contrangem governos será feita independente de qualquer pressão ou terão algum tipo de seleção ou acordos?

Quero perguntar ao Assange, se acredita que ele e o Wikileaks estão mudando o mundo ou contribuindo para a transparência nas relações internacionais?

Na opinião do Sr Assange, qual o efeito que as publicações do Wikileaks provocam sobre a forma como as pessoas encaram a política? Essas publicações poderiam despertá-las para buscar uma participação mais ativa na construção política de seus países?

Na atual conjuntura mundial, o Brasil conseguirá ser uma potência econômica sem ser uma potência bélica ou nuclear?

Após o ótimo trabalho do Wikileaks, reealmente fiquei surpreso com o poder da informação. A relação Brasil x EUA cambaleou e até as politicagens internas foram trazidas à tona, como na exposição do verdadeiro intuito de Serra com a Pré-sal. Com tamanho poder nas mãos, qual o limite de se publicar uma informação de importância geral, sabendo que irá abalar relações sociais, econômicas e políticas de um Estado?

Gostaria de saber se há documentos mostrando uma possível participação de serviços secretos ocidentais no ataque terrorista de 11/09/2001, em solo estadunidense? Se há, pretende publicá-los?

Boa tarde. Sou repórter do jornal ABCD MAIOR, do ABC. Gostaria de perguntar a Assange os motivos que levaram o WikiLeaks a escolher a Folha de São Paulo para repassar os documentos e compartilhar a cobertura. É no mínimo controverso, já que a cobertura da Folha é conhecida como das mais tendenciosas e “interesseiras” do Brasil. Basta ver o exemplo das eleições. Sendo assim, por que não escolheu, que seja juntamente com a Folha, jornais tidos como progressistas para liberar os documentos. Acredito que isso possibilitaria leituras diferentes dos conteúdos publicados pela Folha – e até do próprio WikiLeaks -, como no caso de Nelson Jobin e do submarinos brasileiros.

Gostaria de saber ” se e quando ” serão publicados fatos obscuros
e reveladores da Política Brasileira … Creio que por enquanto foi apenas um aperitivo em matéria de fatos revelados…tanto notícias Brasileiras quando notícias internacionais… Quando serão revelados fatos que realmente tem importância, digo no dia a dia da vida de cada país ??? Vou mais longe… na Vida de cada Ser Humano… Grato

Gostaria de perguntar ao Assange se a justiça Inglesa tomar a decisão dele ser extraditado para a Suecia – e da Suecia para os Estados Unidos, ele aceitaria asilo político aqui no Brasil.

A minha pergunta seria no sentido de que se ele, Assenge, que estudou matemática e física, foi programador e hacker, além de se dedicar na sua defesa na Inglaterra, não poderia nos ajudar a executar a quebra de criptografia do HD de Dantas.
Seria um bem danado ao povo brasileiro se essas informações viessem à tona.

Com relação a empresas como Visa e Mastercard que “boicotaram” as doações e contas do Wikileaks. Parece que houve pressão do governo norte-americano. Você acha que foi um decisão política das empresas por não concordar com o trabalho de vocês ou acredita que o governo dos EUA pressionou, de fato, essas empresas? E por que elas teriam acatado a tal pressão?

Foi publicado que o wikileaks possuiria uma espécie de arquivos de segurança envolvendo Robert Murdoch, que seriam publicadas em caso de algo aconteça a sua vida. Qual o motivo de se utilizar como garantia os arquivos de Murdoch e não outros documentos que possuem mais relevância a certos Estados?

Israel vai tentar invadir o Irã?

Queria fazer a seguinte pergunta:

“Um dos efeitos esperados do vazamento de informações confidenciais é que os órgãos oficiais ou mudem suas atitudes, uma vez que não podem mais fazer o que querem sem prestar contas, ou que deliberadamente divulguem suas decisões. Porém, é necessário um fluxo continuo de informações, para provar que não têm como se esconder. Existe alguma garantia de que haverá vazamentos constantemente, ou talvez o wikileaks será um fenomeno passageiro?”

Como já foi dito, a decisão sobre quais cables serão divulgados e em qual ordem vai de acordo com o aconselhamento dos jornais envolvidos e a discricionariedade do próprio Wikileaks. Desde o início grande parte desses cables são relacionados ao Brasil, apesar de não tratarem de grandes eventos e da soma de cables brasileiros ser pequena em relação a outros países. Qual é a motivação?

Somos de uma revista alternativa aqui do ABC paulista (www.revistamortal.com). Diga a Assange que daqui, direto na “terra” do Lula, ele encontra apoiadores. Esta é uma grande oportunidade para nós e gostariamos de saber como Assange se sente ao ver a comunidade hacker engajada na defesa da liberdade de expressão e do Wikileaks.

Também perguntamos: Wikileaks pode se tornar bode espiatório e provocar/acelerar o processo de controle da internet por governos e megacorporações?

Não seria o WIKILEAKS uma antítese do BIG BROTHER de ORWELL ou do PANOPTICUM de BENTHAM, na medida em que devassa, esquadrinha e escrutina o recôndito dos poderes instituídos em nome da transparência, mas abstém-se de fazer o mesmo com a vida particular de cidadãos, respeitando a privacidade dos indivíduos? Alguma chance de que esta máquina de vigilância acabe voltando-se e contra a sociedade?

Existe algum dado sobre quanto custa Israel, para o contribuinte americano ?

Tenho três perguntas para ver se uma passa pela triagem. Não se é permitido ou não. Se não for, deem atenção à primeira, que é a mais importante.

– Li que apesar do nome, o site não é um wiki, sendo “editável” apenas para algumas pessoas com a permissão adequada. Isso não transforma o WikiLeaks num site tendencioso ou unilateral? Como ter certeza de que as informações, independente da veracidade, não são manipulas?

– Qual o objetivo do site? Abrir para a populações as “conversas de corredor” dos poderosos? Qual o efeito esperado com essas revelações?

– Você [Assenge] acha que a população “comum” tem conhecimento e/ou capacidade de utilizar adequadamente as informações divulgadas no site? Acha que há essa consciência?

Gostaria de saber do Assange como ele vê algumas mídias que atuam de forma a sempre defender os mais poderosos e dessa forma passando informações de maneira totalmente parcial, ou seja, divulgando apenas aquilo que interessa ao seu grupo.

No que o WikiLeaks pode influenciar o modo de fazer o jornalismo nos tempos atuais e para o futuro?

Pergunta: Um site como o Wikileaks, mas numa abrangência mais regional, focado em um estado, cidade ou país, poderia ter a mesma eficácia que foi alcançada pelo Wikileaks global?

Dadas as tentativas de ataques ad hominem contra a Assange, incluindo aí as alegações de estupro na Suécia, não seria o caso de se começar a descolar a Wikileaks de Julian Assange? Ou seja, dado que o projeto é tão maior e mais importante do que o homem, me preocupa que, caso no futuro alguma dessas alegações consiga “colar” em Assange, isso acabe derrubando o próprio projeto. Ou seja, a pergunta seria, talvez: Mr Assange, considerando os ataques pessoais e ad hominem contra o senhor, não seria o caso de começar a enfatizar com mais força que a Wikileaks e seus ideais é muito maior do que a pessoa humana e falível de Julian Assange?

Em relação a dados, teve algum desses dados que você considera engraçado ou bizarro?

Fora o interesse fianceiro, o que move os interesses de quem manipula a informação e seus resultados? Dá para saber se os EUA defendem seu povo, ou somente os interesses de acionistas sem pátria, mesmo que prejudique o povo soa EUA?

Qual o documento mais importante das embaixadas americanas?

O suposto acidente na base de lançamento de foquetes de Alcântara/MA que dizimou 20 cientistas brasileiros poderia ter sido uma sabotagem dos americanos para atrasar o programa de satélites brasileiro? Existe algum documento secreto sobre este assunto?

Hollywood divulgou que fará um filme sobre sua tragetória. Você vê isso como uma forma de lucro em cima de algo que está bombando nos noticiários, no caso, sua própria vida, ou você vê como algo positivo, de divulgação de algo que precisa ser mostrado? Enfim, qual sua opinião sobre isso?

O Wikileaks vazou documentos que demonstram pressão do governo americano sobre governos europeus para liberar alimentos transgenicos. Como esta questão é também importante para o Brasil, que já é o segundo produtor mundial de transgenicos, o que ele tem a dizer sobre possíveis pressões dos americanos sobre o governo brasileiro? Podemos esperar alguma coisa?

Gostaria de falar para o Assange que eu penso que ele apenas garimpa dados que estão disponíveis, ele é apenas um meio e não um responsável. Ele apenas mostrou o que somos capazes de fazer. Como consequencia, acredito que ele esteja dando uma lição ao jornalismo.
Acredito que antes de tudo estamos vivenciando um choque cultural, onde quem domina a tecnologia colocou em xeque aqueles que não a dominam e delegam a terceiros.

Afirmo que ele tinha a percepção de que balançaria a base do sistema. Ele disseminou o medo.

Gostaria de saber o que ele pensa da minha afirmação.

Pergunto se ele tinha a percepção de que causaria tamanha revolta e se ele ponderou que suas ações possam ter o efeito de amedrontrar e pôr em risco a liberdade na internet, servindo de desculpa para que leis de acesso sejam votadas com validação de grande carga de dados serem ofcialmente catalogados como sigilosos, e que as empresas de TI possam se beneficiar, em nome da “segurança”, comercializar produtos onde a neutralidade de rede não mais exista. E principalmente, se ele está feliz, com sensação de missão cumprida.

Em sua opinião, o que é mais perigoso para a democracia: a manipulação de informações por governos ou a manipulação de informações por oligopólios de mídia?

Gostaria de saber, se o pessoal do Wikileaks tem algum documento  referente ao “golpe de 2005”, vulgo mensalão.

Quero saber do Julian Assange, se a blogosfera representa hoje a grande ferramenta da sociedade mundial para denuncias e até investigações de governos corruptos.

Prezado Sr. Assange, você não teme que o fenômeno WikiLeaks possa gerar justamente a contrária daquilo que se apregoa em um princípio? O 11 de setembro desencadeou uma guerra contra o terrorismo que também violou muitas liberdades dos cidadãos dentro e fora dos EUA. Você não teme que WikiLeaks possa justificar uma perseguição não só contra o próprio site senão que contra diversos blogs independentes, e que sirva de desculpa prá se impor a censura contra qualquer ponto de vista divergente ou atitude de oposição ao establishment nos meios de comunicação?

Queridas Maria Fro e Natalia Viana a minha pergunta para Sr Assange, De fato esta nova ferramenta de se informar e principalmente nos informar (Wikileaks) pode contribuir para o fortalecimento da Democracia em lugares que ainda padecem com a subordinação do antigo “consenso de WASHINGTON”?

1 – De que maneira os analistas estão lidando com o conflito entre a autenticidade dos documentos e a veracidade dos fatos neles relatados.

2 – De que maneira pequenos blogs locais e a mídia alternativa podem participar da divigulgação privilegiada do cablegate, já que vcs se aliaram estrategicamente apenas a grandes empresas de comunicação?

3 – Ao se referir a uma reação a uma suposta proteção ao estado de Israel nos documentos, Boaventura Souza Santos chegou a supor um wikileaks do wikileaks,  Hoje, mesmo que o cablegate já tenha feito revelações sobre a diplomacia israelense, o que você acha da ideia do wikileaks do wikileaks.

1- O que motivou você  a divulgar  as entranhas das  políticas, os mandos e desmando, as atrocidades cometidas pelo   governo dos  EUA?

2- Não teve medo do poder do império  dos EUA, não tem medo de ser morto por  eles?

3- Na sua opinião qual   foi  ou será   o vazamento  mais importante, mais comprometedor   envolvendo poderes, envolvendo  podres do  governo dos EUA?

4- Você divulgou vastos documentos que comprovam crimes de guerra práticos pelo Exército dos  EUA contra o Afeganistão, Iraque. A ONU, a Corte Internacional de Haia não vão   investigar,  punir os responsáveis?

5- Quando você vai divulgar os dados  das contas  bancárias  que você recebeu do bancário suíço  Rudolf  Elemer,   dos políticos e milionários  que tem contas em paraísos fiscais?  Acredita que serão punidos  por sonegação fiscal, corrupção?

Gostaria de saber quais são os critérios e políticas do Wikileaks para selecionar e publicar as matérias. Casos como os relacionados aos direitos humanos da Palestina e países em conflitos da África, fazem parte da ordem do dia ou não?  E questões como os arquivos da ditadura, privatizações, etc. no Brasil e na América Latina?

O Wikileaks junto com os 5 jornais parceiros bloqueou nomes de algumas pessoas implicadas nos materiais vazados (Afeghan diaries, Iraq war logs, embassy cables) com a justificativa qde que tais pessoas poderiam estar em risco.

Quais critérios que a organização utiliza para tomar tais decisões? Como vocês definem “risco”? E a organização pondera o risco versus o dano que a pessoa causou ou pode causar? (exemplo: um informante que indicou ou pode indicar um local que será bombardeado)

Bloquear os nomes não seria de alguma forma já contribuir para a legitimação destas guerras ilegais?

Acredita que os EUA, e outros países, farão de tudo para cercear a sua voz? Caso aconteça esta anit-democracia acreditas que o mundo irá se rebelar contra isso?

Em seus documentos há algo relacionado ao ‘entrguismo’ do PSDB/Brasil para com os EUA?

Comentário:

A matéria-prima para sustentar o poderio bélico dos EUA deve durar uns 70 a 80 anos. Talvez daí a necessidade deste país invadir outros que tenham matéria-prima. Há algo em seus documentos?
1) Julian Assange escolheu para divulgar seus dados no Brasil veículos que defendem a liberdade de empresa e não a liberdade de imprensa. É o que chamamos de PIG – Partido da Imprensa Golpista. São veículos que blindam tucanos e aliados. Tanto que houve seletividade na divulgação de documentos do Wikileaks. Lamentável.

Por que o Julian optou por veículos conservadores, neoliberais, que não se caracterizam pela divulgação e pela busca canina da verdade factual, mas pela blindagem de fatos e pessoas ligados à corrupção, desmandos, conservadorismo, privatização das empresas públicas na gestão do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, omitindo da sociedade brasileira a verdade?

2) Foi dito várias vezes que  documentos doWikileaks  caíram como uma bomba na eleição brasileira. Cadê esses documentos? Diziam respeito a quem ou a quê?

3) Sabemos que José Serra, Fernando Henrique Cardoso e outros políticos conservadores importantes fecham com o EUA, defendiam a Alca, etc. O Wikileaks tem documentos capazes de jogar luz nessa parte da recente história brasileira? Quando pretende divulgar?

4) O Wikileaks tem documentos mostrando o tráfico de influência do banqueiro Daniel Dantas junto a políticos e Sistema Judiciário brasileiro, para livrá-lo da cadeia?  E nos EUA?

As ações coordenadas de divulgação de informações pelo Wikileaks, especialmente a partir de julho do ano passado, geraram a impressão de que poderíamos entrar em uma fase de radicalização da transparência e do direito à informação. Contudo, a maioria dos governos têm reagido de forma bastante conservadora e ameaça restringir ainda mais suas políticas e sua legislação sobre o tema. Esse risco de um ‘saldo negativo’ gera algum tipo de arrependimento na opção em divulgar os cables? Seis meses depois dessa mudança de estratégia, qual é o balanço parcial deste processo tendo em vista o objetivo de ampliar a transparência e o acesso informação?

Julio Assange foi preso por ter transado com duas moças, sem usar camisinha, o que é proibido na Suécia. Pelo menos uma das supostas vítimas é uma colaboradora da CIA e é de origem cubana. Se vários integrantes do Wikileaks tem relações históricas com agências de interesse ianque como a OTAN, como se explica essa ‘coincidência’ de a suposta vítima de Assange ter igualmente ligações com os senhores da guerra? Isso confirma que Wikileaks é parte de uma estratégia do império ianque ou, pelo contrário, é uma prova de que o império está querendo encurralar o Wikileakiano?

Quem foi tão generoso e pagou os mais de 200.000 euros de fiança ao Assange, para que pudesse sair da injusta prisão? Conheço vários famintos que foram parar na prisão por pegar uma fruta ou um pão para matar sua fome, ninguém foi pagar a fiança deles! Quem está por trás de Assange e do Wikileaks?

Julio Assange afirmou numa entrevista que os senhores da guerra ianques não forjaram o atentado do 11 de setembro, contrariando com isso as evidências quase que irrefutáveis de vários documentários especializados. Os integrantes do Wikileaks tem, vários deles, ligações históricas e contemporâneas com agências terroristas como a OTAN, como dizem vários politólogos? Qual a verdadeira relação entre os integrantes do Wikileaks com o governo ianque e seus aliados europeus?

Pouco se sabe sobre quem integra o Wikileaks e com quem os mesmos trabalharam/trabalham. Na TeleSur li um artigo que passava dados bastante preocupantes, que davam conta de que varios integrantes do Wikileaks tinham e tem até hoje ligações diretas com a OTAN e outras agências ligadas aos senhores da guerra que Assange diz querer combater. Wikileaks seria uma nova estratégia imperial, à semelhança do 11 de setembro?

Gostaria de saber se você está vendo uma possibilidade de uma revolução cybernetca para um mundo livre nos anos que se seguem? E Gostaria de saber se o Wikileaks tem como liberar um cablegate contendo um manual: de como nós podemos contribuir com o wikileaks sem que sejamos penalisados, pois a rede está cheia de agentes da repressão e a favor da sensura buscando ou listando todos aqueles que estão contra eles… no ideal de reduzir ou tirar de sena todos aqueles que queiram contribuir… obrigado pela atenção!

Até quando a folha e o globo terão exclusividade nos documentos liberados pela wikileaks, uma vez que ambos distorcem tanto os fatos, em suas análises, quando se trata de governo brasileiro?

Assange: você já pensou na possibiliadde de, ao invés de continuarem a repressão à sua pessoa e à sua liberdade, iniciarem um processo de procura e repressão aos que te apoiam?

Onde foi parar o dinheiro das privatizações feita pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e seu ex-ministro José Serra, apoiado pelos seus partidos PSDB e PFL,atual democrata (DEM) ?

Olá Natalia, li que você será uma das coordenadoras do Narco News este ano. Estou concorrendo a uma bolsa e gostaria de saber se posso te indicar como minha orientadora. Obrigada e parabéns pelo seu trabalho.

Caro Julian: conforma o sr. mesmo denunciou em entrevista ao jornal brasileiro O Estado de S.Paulo, estamos assistindo no Brasil o uso de vias judiciais para calar veículos de comunicAção, principalmente pequenos e independentes (como era o caso do nosso blog, a Falha de S.Paulo, que foi censurada pela Folha de S.Paulo, que agora nos pede indenização em dinheiro). Acredito que esse tipo de truculência evidencia uma certa falta de jeito da imprensa tradicional (jornais seculares etc) em lidar com a força crescente da Internet. Como o sr. vê essa situação? E, num futuro próximo, grandes veículos tradicionais terão uma convivência pacífica com sites e blogs independentes ou o clima pode se acirrar ainda mais?

Queris saber se o Wikileaks tem documentos referentes a contas em paraísos fiscais de brasileiros de alta plumagem. Principalmente aqueles emvolvidos nas privatarias do FDP, digo, FHC. Tem??????? Abs.

“O senhor declarou, certa vez, que tinha em mãos informações que poderiam mudar os rumos da eleição presidencial no Brasil. Quais eram essas informações e por que elas não foram reveladas na época?”