Defesa alega risco de “julgamento secreto”

O defensor público Geoffrey Robertson, que está ajudando a defesa de Assange, argumentou nesta manhã que há um “risco real” de que haja uma “flagrante recusa de justiça” se o australiano for extraditado.

Segundo ele, os julgamentos de estupro na Suécia são conduzidos sob segredo de justiça e as seções são privadas, longe dos olhos da imprensa e do público. Ele também disse que Assange corre o risco de permanecer preso, sem direito a responder o processo em liberdade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s